Notícias de João Pessoa, paraíba, Brasil

Bolsonaro quer campo de refugiados em Roraima e acusa movimento LGBT

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram

Em entrevista ao jornal O Estado de S.Paulo, o deputado Jair Bolsonaro (PSL-RJ) defendeu a construção de campos de refugiados para venezuelanos que chegam ao Brasil e a revogação da Lei de Imigração, considerada por especialistas uma das mais avançadas no mundo. “Já temos problemas demais aqui”, disse o pré-candidato à Presidência.

Segundo colocado em uma disputa com o ex-presidente Lula e líder sem a presença do petista, de acordo com as últimas pesquisas, Bolsonaro diz que pretende gastar R$ 3 milhões em sua campanha e que não está preocupado com os poucos recursos e o pequeno espaço que terá no horário eleitoral caso não faça aliança partidária.

“Eu não tenho obsessão para chegar lá. Quem vai decidir se eu vou estar lá ou não vai ser o povo brasileiro. Se eu for fazer a mesma coisa que os outros, procurar alianças, recursos, e com as alianças vier o tempo de televisão, eu estarei me igualando aos demais pré-candidatos”, declarou.

Bolsonaro adiantou que seu mentor econômico, o economista Paulo Guedes, ocupará o Ministério da Fazenda e do Planejamento (unificados), caso vença a eleição. “O Ministério da Defesa já conversei e acertei, quem vai indicar o quatro estrelas vai ser o general Augusto Heleno. Eu tenho conversado com setores do agronegócio. O futuro ministro da Agricultura e Meio Ambiente, que vai ser um ministério só, (quem indicará) vão ser as entidades produtoras (rurais) do Brasil.”

O pré-candidato voltou a atacar o movimento LGBT. “É uma minoria que ganha dinheiro em cima disso. Agora, a maioria dos homossexuais vota em mim hoje em dia, acredite se quiser”, acusou, sem apresentar provas. Segundo ele, não há motivo para tipificar a homofobia e agravar a pena de quem comete crime dessa natureza.

“Se eu der um tiro em você só porque você é torcedora de um time de futebol, além de responder pelo crime de homicídio, eu tenho que ter uma circunstância agravante: motivo fútil. Você briga com o cara porque é homossexual. Você vai responder por lesão corporal e mais um agravante, por (a vítima) ser homossexual. É isso, mais nada que isso.”

Ele também criticou os organismos que atuam na defesa dos direitos humanos. “Esse pessoal que defende direitos humanos de marginais, em grande parte, vive de dinheiro de ONGs. Não terá um centavo para ONG que defenda o direito de marginais. O marginal para mim é um bandido que só tem um direito para mim: o de não ter direito e ponto final.”

Congresso Em Foco

Tags

Leia tudo sobre o tema e siga

MAIS LIDAS

Exaustão, sobrecarga… por que não reconhecemos os nossos limites?

Presidente do PT é acusado de cometer etarismo contra Luiz Couto

Incidente no Restaurante Garden: entenda o que realmente aconteceu

Anteriores

cartaxo12

Ainda internado, Luciano Cartaxo pode receber alta médica ainda hoje

Acidente na BR 230 deixa um motociclista morto

Motociclista morre após bater em traseira de caminhão na BR-230, em João Pessoa

Delegação da Paraíba no 24º Grito da Terra Brasil, em Brasília

Delegação da Fetag-PB participa de mobilização em Brasília do 24º Grito da Terra Brasil

Professora

MP recomenda medidas para promoção da igualdade racial nas escolas estaduais

João Azevêdo é homenageado na CMJP

João Azevêdo é homenageado na Câmara por obras estruturantes na Capital

Thyago Colaço e Luís Faro Ramos

Presidente da Câmara Portuguesa confirma visita do embaixador de Portugal à Paraíba

Perfume falsificado

Polícia apreende mais de dois mil produtos falsificados de marcas famosas em loja de CG

semanadomei (1)

Semana do MEI: Sebrae orienta empreendedores sobre adesão ao Domicílio Eletrônico Trabalhista

egidiopreso

Audiência de Egídio tem oitiva de Dom Delson, mas é interrompida a pedido da defesa

acidentetransito (1)

Câmara de João Pessoa debate Maio Amarelo pela paz no trânsito