Bolsa Família manda descadastrar filhos do presidente da Câmara de Bayeux

Cláudia Carvalho

O vereador Mizael Martinho do Carmo, mais conhecido como Fofinho (DEM), presidente da Câmara Municipal de Bayeux, terá que explicar uma denúncia séria e recheada de provas que chegou ao conhecimento do Parlamentopb. De acordo com dados da Coordenação do Programa Bolsa Família, três filhos do parlamentar estavam inscritos no programa Bolsa Família até o mês passado, quando o benefício foi suspenso, conforme declaração cedida pela Coordenação do programa, em documento assinado e datado de 13 de julho de 2009, porque descobriu-se que a família dos menores tem renda superior à estabelecida para os beneficiários.

A resolução 09/2008, aprovada no mês de setembro pela Câmara Municipal de Bayeux, Casa Severaque Dionísio, prevê que o subsídio mensal dos vereadores seja de R$ 4.953,60. Como é presidente da Casa, Fofinho tem direito a um adicional de R$ 2.476,80, o que perfaz um salário total de R$ 7.430,40. Mesmo com esse nível salarial, Fofinho permitiu que seus filhos permanecessem inscritos no Bolsa Família, que é destinado a crianças carentes, e recebessem repasses de R$ 102,00.

Uma das filhas do vereador, nascida no início de novembro de 2003, foi inscrita no Bolsa Família no final do mesmo mês. Já o filho, cujo nascimento se deu no início de novembro de 2001, foi cadastrado no programa menos de um mês depois. A filha mais velha, Luciene Andrade Gomes Martinho, nascida em 1984, teve sua inscrição efetuada no Bolsa Família em 2003.

O Bolsa Família é um programa do Governo Federal que prevê a transferência direta de renda para famílias pobres e extremamente pobres. Podem receber o benefício, famílias com renda de até R$ 60 por pessoa.

Resposta – O Parlamentopb entrou em contato com a assessoria do vereador Fofinho, mas foi orientado a buscar uma resposta do assessor jurídico do parlamentar, Cecílio Ramalho. Ele pediu que a reportagem aguardasse até a manhã desta sexta-feira para que ele pudesse se inteirar do assunto e encaminhar a versão do vereador sobre os fatos.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.