Bispos se reúnem em Aparecida para escolher presidente da CNBB

Os bispos que participam da 49ª Assembleia Geral da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil), na cidade de Aparecida (SP), começam hoje o processo de votação para a escolha do presidente, do vice-presidente e do secretário-geral da entidade.

Os eleitos terão mandato de quatro anos. Não há candidaturas colocadas –formalmente, todos os bispos na ativa (com exceção dos auxiliares) podem ser votados.

Serão eleitos os bispos que receberem a indicação de dois terços dos votantes. Caso nenhum dos nome reúna votos suficientes, serão feitas novas rodadas de votação. Em geral, são duas por dia.

À medida que as votações vão ocorrendo, os nomes mais votados vão aglutinando novos apoios. A partir da quinta votação, são eleitos os bispos que reunirem o apoio da maioria simples: metade dos votos mais um. A expectativa é que o novo presidente seja escolhido amanhã.

Alguns nomes são desde o início do processo apontados como fortes candidatos para a presidência. É o caso do cardeal dom Raymundo Damasceno, arcebispo de Aparecida, que já foi secretário-geral da CNBB, e do arcebispo do Rio, dom Orani Tempesta.

O atual presidente da CNBB, Geraldo Lyrio Rocha, arcebispo de Mariana (MG), não quer a reeleição.

Os bispos eméritos (aposentados) não votam nem podem ser votados, mas participam da assembleia.

 

Folha Online

TAGS

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.