Notícias de João Pessoa, paraíba, Brasil

Bira, Raíssa e Sandra criticam projeto de Eliza em dia de protesto de artistas

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram

O Fórum Permanente de Artes Visuais esteve hoje de manhã na Câmara Municipal de João Pessoa para apresentar um abaixo assinado com moção de repúdio à vereadora Eliza Virgínia (PPS). O motivo da reclamação dos artistas é a elaboração de um projeto prevendo a análise prévia dos vereadores a todas as obras de artes a serem implantadas em áreas públicas do município. Os manifestantes foram recebidos pelo vereador Ubiratan Pereira (PSB), que leu parte do texto do protesto e se solidarizou com os críticos de Eliza:

– Temos que tratar a arte como política pública. A Funjope fez um concurso com edital público. A partir daí, qualquer artista pode apresentar sua obra. Os vereadores não podem saber mais sobre arte que os artistas – disse Ubiratan.

Em seguida, a vereadora Raíssa Lacerda (DEM) pediu a palavra, em aparte:

– Ela deve estudar o que é cultura para poder emitir uma opinião. O prefeito de João Pessoa quer prestigiar os artistas paraibanos.

Mais foi a vereadora Sandra Marrocos (PSB), quem fez um pronunciamento sobre o assunto e pediu desculpas aos artistas pela "ousadia de alguns vereadores de desrespeitarem a arte":

– A arte liberta. A cultura faz o povo pensar e questionar. Na Alemanha de Hitler e na Rússia de Stalin, o Estado ditou aos artistas o que fazer. Ai daquele que tentar cassar a liberdade de expressão. Uma expressão artística não deve passar por essa Casa. Há pessoas capacitadas para fazer essa análise e isso está previsto no edital. A intolerância contra a arte vai contra o Estado democrático de direito. O Brasil já viveu uma ditadura e maltratou muitos companheiros. A arte não está a serviço da estética, mas da reflexão. Tenho certeza que a vereadora Eliza Virgínia vai receber a moção de repúdio. Os representantes do Fórum tentaram fazer a leitura aqui, mas não conseguiram. Vossa excelência nos envergonhou perante os artistas. Quero acreditar que foi por ignorância porque não creio em má fé, que seria pior.

Tags

Leia tudo sobre o tema e siga

MAIS LIDAS

Arthur Urso leva “esposas” para passear sem roupa íntima na orla de João Pessoa

Professores da UFPB desistem de candidatura e apoiam Terezinha e Mônica

Anteriores

Jucélio Dantas é acusado de assassinar kaliane Medeiros

‘Caso Kaliane’: Acusado será julgado hoje pela morte da ex-companheira

Raios em JP

Paraíba tem aumento de mais de 40% na quantidade de raios no primeiro trimestre de 2024

Polícia Civil, homicídios 1

Pai que matou filho ao defender a mãe continua foragido

Sérgio Queiroz 2 22

Queiroz aceita ser vice de Queiroga: “Quem quiser ser grande, seja servo “

Arlenilson Pereira

Suspeito de 4 assassinatos e outros crimes, homicida mais procurado em Campina é preso em SC

CMJP 30

Câmara terá semana com entrega de títulos e debate sobre empreendedorismo feminino

São João de Campina Grande

Empreender PB abre vagas para comerciantes que irão atuar nos festejos juninos de Campina Grande

Acidente na Epitácio Pessoa

Motociclista morre em acidente na Avenida Epitácio Pessoa

Atendente de lanchonete, freepik

Sine-JP oferta 297 vagas de trabalho em diversas áreas a partir desta segunda

agassizalmeida

Morre em João Pessoa ex-deputado constituinte e jurista Agassiz Almeida