Berlusconi é agredido no rosto após discurso em praça em Milão

O primeiro-ministro italiano, Silvio Berlusconi, foi agredido neste domingo (13), após a realização de um comício na Piazza del Duomo, no centro de Milão.
 
A agressão foi confirmada pela polícia local. Segundo testemunhas, o chefe de governo caiu após receber um golpe no rosto e foi levado imediatamente a um veículo.

Segundo o jornal "La Reppublica", o agressor, um homem jovem, teria se aproximado do premiê com o pretexto de pedir um autógrafo. Não se sabe se ele foi atingido por um soco ou por um objeto.
 
O ministro da Defesa, Ignazio La Russa, revelou que Silvio Berlusconi saiu sangrando no nariz e na boca.
 
O agressor foi detido e o premiê, com o rosto sangrando, foi levado para um hospital para tratar o ferimento, disse à Reuters um integrante da coletiva de Berlusconi.
 
Antes da agressão, Berlusconi tinha enfrentado verbalmente um grupo de opositores que gritavam "renúncia" e "palhaço" durante o comício.
 
Berlusconi, polêmico premiê de direita, atravessa uma fase política difícil, com acusações de que teria recebido, em sua casa, festas com presença de prostitutas. Ele nega as acusações, diz que nunca pagou para dormir com milheres e considera tudo um "complô da imprensa".
 
Nesta semana, ele também teve seu nome envolvido no depoimento de um mafioso arrependido. Mas um chefão da Cosa Nostra negou o suposto envolvimento.
 
O premiê também enfrenta um conturbado processo judicial de separação de sua ex-mulher, Veronica Lario.


G1

 

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.