Benjamin Maranhão discursa sobre Copa do Mundo no Brasil e Olimpíadas

O deputado federal Benjamin Maranhão (PMDB-PB) discursou no Plenário da Câmara dos Deputados nesta quinta-feira (17/03) sobre os atrasos na execução das obras para a Copa do Mundo no Brasil e sobre a organização dos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos Rio 2016.  Segundo o parlamentar, a expectativa é de que a realização dos eventos gere empregos, aumento do fluxo turístico, revitalização de áreas urbanas e investimentos de peso no país.

Leia a íntegra do discurso:

“Sr. Presidente, Sras. e Srs. Deputados, o Brasil vive um momento em que as atenções estão voltadas para o esporte, em especial para a realização da Copa do Mundo de 2014 e para a realização dos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos Rio 2016. Esperamos que a realização desses eventos seja excelente, trazendo empregos, aumento do fluxo turístico, revitalização de áreas urbanas e investimentos de peso no país.

Com esse objetivo, nós da Comissão de Turismo e Desporto (CTD), temos a preocupação de colaborar positivamente no processo de organização desses eventos, de forma a garantir que as atividades concernentes à realização da Copa e das Olimpíadas transcorram da melhor forma possível.

Na Comissão de Turismo, inclusive, já existia uma Subcomissão Permanente para a Copa 2014 e, na reunião desta quarta, aprovamos a criação de outras duas Subcomissões, destinadas a acompanhar as atividades relacionadas às Olimpíadas e às Paraolimpíadas Rio 2016.

Nossa preocupação, no entanto, não se restringe ao âmbito desta Casa. Temos acompanhado as ações de fiscalização do Tribunal de Contas da União (TCU), que, recentemente, fez um levantamento apontando riscos em obras para a Copa de 2014. O relatório do TCU apontou deficiência nos projetos, falta de transparência das ações e descumprimento de diversos prazos determinados.

De acordo com as informações levantadas, há casos em que o valor das obras de estádios, que já eram altíssimos, superou a previsão inicial. As obras de mobilidade urbana e aeroportos também apresentam falhas de projetos e atrasos na execução.

Sras. e Srs. o Brasil não pode passar vergonha por conta das obras atrasadas para a Copa. No início do mês, o presidente da FIFA, Joseph Blatter, teceu duras críticas aos atrasos no cronograma, chegando ao ponto de dizer que alguns estádios não estarão prontos a um ano do Mundial. Como agravante, temos o fato de que outras obras extremamente importantes estarão sendo executadas nesse mesmo período, para a realização dos Jogos Olímpicos.

Além da visibilidade internacional e do investimento econômico que o Brasil terá com a realização desses eventos, nos preocupamos com o legado deixado, afinal, as obras estruturantes realizadas nesse período permanecerão para o benefício da população. A ampliação dos aeroportos é exemplo disso, pois conhecemos a péssima situação da maioria deles no país, situação que só tem piorado com o aumento da demanda e planos inadequados de desenvolvimento no setor. E essa preocupação já chegou a Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA), que afirma que o Brasil precisa de estrutura maior e melhor para a Copa e as Olimpíadas.

É preciso corrigir os erros na execução do projeto Copa do Mundo e utilizar isso como aprendizado, para que os mesmos erros não sejam cometidos na organização dos Jogos Olímpicos. Nesse sentido, a Comissão de Turismo está se mobilizando para colaborar positivamente no acompanhamento e fiscalização das atividades referentes à realização dos Jogos Olímpicos no Brasil”
 

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.