Batinga acusa oposição na AL de manobrar retardamento de empréstimo

O deputado estadual Carlos Batinga (PSB) acusou hoje os colegas de oposição ao Governo de operarem uma "manobra deliberada" para atrapalhar a apreciação, em plenário, do projeto que pede a autorização do legislativo para que o Governo possa contrair um empréstimo de R$ 191,5 milhões junto ao BNDES. A matéria chegou à Assembleia Legislativa no dia 27 de maio e até agora não foi apreciada na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), a pretexto de que são necessárias maiores informações sobre o destino dos investimentos a serem feitos.

"A CCJ não tem que pedir detalhamento sobre o uso dos recursos do empréstimo. A ela cabe somente saber se a matéria é constitucional. À comissão de orçamento ou ao plenário caberia esse pedido, mas o que vemos é uma manobra deliberada para prejudicar a votação do projeto. Nunca na história da Paraíba se enviou um pedido de empréstimo tão explicado como esse do Governo Maranhão", declarou Batinga.

Ele citou uma contradição no discurso do grupo oposicionista: "Os mesmos deputados que hoje cobram explicações do Governo quanto ao uso desses recursos, aprovaram todos os empréstimos que Cássio Cunha Lima pediu, sem solicitar quaisquer informações. Da última vez, quando ele queria contrair empréstimo para recuperação de rodovias, eu pedi que fosse enviada uma lista com as estradas que seriam beneficiadas. Essa relação nunca chegou e mesmo assim, o projeto foi aprovado sem contestação. Á época, o presidente da CCJ [Zenóbio Toscano], citou que não era atribuição da CCJ pedir esclarecimentos sobre a aplicação da verba, mas apenas saber se o projeto era constitucional".

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.