Batinga acusa Assembléia de ser obscura; Romero diz que gastos são legais

A organização não governamental transparência Brasil divulgou nesse final de semana que a Assembléia Legislativa da Paraíba lidera os gastos dos legislativos estaduais no Brasil. Segundo dados da ONG, o legislativo paraibano teve um aumento de 44% no orçamento financeiro. Tomando por base a população paraibana estimada pelo IBGE no ano de 2008, cada paraibano desembolsará R$ 44,92 para manter a casa de Epitácio Pessoa. Para o deputado Carlos Batinga, do Partido Social Cristão, PSC, a mesa diretora da assembléia é centralizadora e não prima pela transparência em seus atos administrativos. Em conversa com o repórter Geovanne Santos, Batinga afirmou que os deputados paraibanos devem dar exemplo de retidão para poder cobrar isso do executivo.

O tucano Romero Rodrigues discordou de Carlos Batinga no tocante às suas declarações relativas a mesa diretora da Assembléia Legislativa. O deputado disse que o valor exorbitante previsto na peça orçamentária foi calculado tendo como ponto de partida a variante da crise econômica na qual o estado esteve imerso.

Ainda de acordo com dados da ONG Transparência Brasil, em segundo lugar no ranking dos gastos está a casa de São Paulo, com 35,6% de aumento. Em seguida vem a assembléia pernambucana, com 32%. Os interessados em conferir o trabalho da organização podem fazê-lo mediante sua página na internet: O endereço para os cidadãos interessados na fiscalização dos poderes constituídos é o www.transparencia.org.br. A Transparência Brasil é uma organização independente fundada em abril de 2000 por um grupo de indivíduos e organizações não-governamentais comprometidos com o combate à corrupção.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.