Barreto cobra que Agra apure denúncias feitas contra ele por Ricardo

O professor Francisco Barreto (PSL) foi ao Hotel Village, em Tambaú, hoje de manhã, para entregar ao prefeito de João Pessoa, Luciano Agra (PSB), uma carta na qual pede que sejam apurados os atos apontados como irregulares e praticados por ele durante o período em que foi secretário de Administração da capital paraibana. Em entrevista concedida ao Parlamentopb, Barreto disse que não foi convidado para o evento, mas que viu nele a oportunidade de conversar com Agra e pedir "uma completa investigação" sobre sua passagem pelos órgãos municipais (Pastas da Administração, Articulação Política e Desenvolvimento Urbano).

– Eu vim ensejar que ele tenha uma profícua administração e também pedir que ele averigue e faça uma sindicância sobre as acusações que foram feitas pelo ex-prefeito Ricardo Coutinho, pelo vereador Bruno Farias, por Nonato Bandeira e vários outros auxiliares do então prefeito de que eu teria praticado atos de irresponsabilidade, de falta de ética, teria concedido gratificações graciosas e eu não posso permitir que isso não seja tornado público. Entreguei ao prefeito uma carta. Ele me recebeu muito bem. Nós tínhamos uma relação de amizade de 25 anos, mas infelizmente a política destrói os afetos. Ele foi civilizado ao me receber. Eu não participei do café.

O documento, ao qual o Parlamentopb teve acesso, diz:

"Sob a responsabilidade do ex-prefeito Ricardo Coutinho, de seus secretários Gilberto Carneiro, Nonato Bandeira e o vereador Bruno Farias foram proferidas graves acusações sobre minha conduta ética e administrativa quando estive à frente das Pastas Sedurb, Sead e Segap desta PMJP. As referidas e levianas denúncias me imputavam irresponsabilidades tais como a distribuição irresponsável de gratificações a amigos e correligionários, pagamentos regulares em espécie a terceiros, confraria de gratificações, a proteção e o beneficiamento de familiares. Estas acusações, perversamente divulgadas pela mídia, nunca se fizeram acompanhar de provas e documentos idôneos, caindo as mesmas na vala comum das calúnias e difamações completamente, repito irresponsáveis, cujo objetivo tem sido para me desqualificar perante a opinião pública.

Neste sentido, insto V. Excia em promover uma séria e aprofundada apuração das mesmas denúncias e uma completa investigação sobre a minha passagem nos órgãos citados, com o principal intuito de apurar quaisquer que tenham sido os atos por mim perpetrados e que tenham ferido o interesse público, ademais de, comprometer a minha dignidade pública, moral e honra pessoal".

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.