Barbosa revela pagamento de R$ 7,5 milhões sem aval da CEF

O secretário executivo do PAC na Paraíba, Ricardo Barbosa (PSB), denunciou hoje que o ex-governador José Maranhão (PMDB) teria autorizado, no período de campanha eleitoral, a liberação de pagamentos da ordem de R$ 7,5 milhões referentes a contratos integrantes do Plano de Aceleração do Crescimento (PAC), sem que os repasses fossem autorizados pela Caixa Econômica Federal:

– Identificamos em nossas análises, o pagamento de R$ 7,5 milhões nos extertores do governo, na época da campanha eleitoral, sem que passassem pela Caixa Econômica. Isso é uma atitude criminosa e ilegal. Está feita a denúncia. Há uma conta para cada contrato. É a chamada conta repasse. Nenhum centavo poderá ser pago pela CEF, já que o governo não é quem paga, sem passar por essa conta. Funciona assim: a obra foi contratada, a construtora começa a fazer a obra, faz a medição, diz que é R$ 1 milhão. A Caixa vai lá, confere a medição, atesta e manda para a CEF fazer uma conferência dessa medição. Aprovando, na conta repasse é feito o pagamento. Cada obra tem uma conta repasse, que é movimentada pela Caixa. O Governo, no calor da campanha, pagou com recursos do Tesouro, sem passar pela Caixa, R$ 7,5 milhões às construtoras. O dinheiro foi tirado do empréstimo do BNDES. Estamos num buraco negro e não temos ainda solução aparente porque o dinheiro está dormindo na Caixa e não pode sair porque seria para pagar à construtora, mas a empresa já recebeu. Como é que se faz para regularizar essa situação? Mesmo que a Caixa concordasse e o Governo peça para que a CEF recepcione esse dinheiro como contrapartida para outras medições, não se sabe se isso é possível. A confusão vai ficar na direção da Caixa, em Brasília.

Entre suas críticas ao ex-governador José Maranhão, o secretário Ricardo Barbosa acrescentou que vai provocar a Procuradoria Geral do Estado para analisar o caso e eventualmente responsabilizar os ex-gestores pela atitude que considerou "um desmando".

Finalmente, Ricardo Barbosa acrescentou que dois adversários do governador Ricardo Coutinho têm auxiliado no encaminhamento de pleitos de interesse da Paraíba em Brasília. São eles: Inaldo Leitão (sem partido) e Aguinaldo Ribeiro (PP):

– Vou amanhã a Brasília e tenho uma audiência com o ministro das Cidades. Agradeço de forma pública e já comuniquei ao governador que tenho tido a ajuda de dois agentes públicos de oposição, que têm sido absolutamente solidários: o ex-deputado federal Inaldo Leitão, que tem um largo trânsito no Distrito Federal e o deputado federal Aguinaldo Ribeiro, que em algumas situações tem me acompanhado e ajudado a destravar obras para a Paraíba.

A entrevista de Ricardo Barbosa foi concedida a Nonato Guedes, na CBN João Pessoa.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.