Barbosa critica quebra de compromisso e promessa de apoio sem aval do PT

O advogado Antônio Barbosa, candidato a presidente do PT de João Pessoa, encaminhou ao Parlamentopb um texto no qual questiona a quebra de um compromisso público assumido pelo vice-governador do Estado, Luciano Cartaxo, com o projeto do PSB. Segundo ele, o Partido dos Trabalhadores recebeu a informação, divulgada ontem através da cópia de um termo de apoio, assinado por Cartaxo, com tristeza: "Na época o vereador Luciano não manifestou interesse, nem tampouco, otimismo com os nomes apresentados pelo seu partido para composição dessa chapa, antes deslumbrado com a possibilidade de tornar-se vice-governador, assinou documento sem salvaguardas", diz Barbosa.

Confira a íntegra do email do advogado e Secretário Municipal da Transparência Pública:

"Os paraibanos receberam com perplexidade a quebra do compromisso público firmado pelo companheiro e vice-governador Luciano Cartaxo Pires de Sá em apoiar as candidaturas ao governo do Estado e Senado Federal indicadas pelo PSB nas eleições estaduais de 2010, depois de assinar documento datado de 28 de junho de 2006 e vazado à imprensa na manhã de ontem.

O PT recebeu a notícia com muita tristeza, pois na época da definição do nome do vice para compor a chapa com o senador Zé Maranhão realizou debate democrático e apresentou os nomes dos deputados Luiz Couto e Frei Anastácio. Na época o vereador Luciano não manifestou interesse, nem tampouco, otimismo com os nomes apresentados pelo seu partido para composição dessa chapa, antes deslumbrado com a possibilidade de tornar-se vice-governador, assinou documento sem salvaguardas.

A manifestação de Luciano confirmando que assinou o documento, mas que se sente desobrigado com o PSB porque Ricardo quebrou a aliança de 2006, não procede, é pura invencionice. A questão concreta que se apresenta é que o acordo firmado por Luciano com o PSB não foi discutido com o governador Maranhão, nem tampouco, com o PT.

O PT com seus 1.381.949 filiados, dos quais, 31.000 na Paraíba não concordam com esse tipo de conduta. É necessário uma responsabilização, para aprimorar os processos políticos e a fidelidade partidária".

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.