Banco do Nordeste regulariza R$ 1,5 bilhão em dívidas

João Pessoa (PB), 22 de dezembro – Em 2011, o Banco do Nordeste regularizou dívidas em montante superior a R$ 1,5 bilhão, referentes a operações com atraso maior que 60 dias. Desse total, cerca de R$ 570 milhões foram recebidos em espécie.

De acordo com a Área de Recuperação de Crédito do BNB, a regularização de dívidas com amparo na Lei 12.249 teve participação nesses resultados e contemplou mais de 300 mil operações. Essa medida legal tratava sobre a remissão e liquidação de dívidas rurais com desconto, sendo a maior parte dos clientes beneficiados (cerca de 70%) composta por mini e pequenos produtores rurais.

Considerando apenas o Estado da Paraíba, o volume renegociado alcançou R$ 91,8 milhões, em mais de 25,8 mil operações de crédito.

“Além de refletirem positivamente nos resultados da instituição, os recursos recuperados são de grande importância social, pois serão reinvestidos na economia nordestina, promovendo o desenvolvimento sustentável da nossa Região”, afirma o  superintendente da Área de Recuperação de Crédito, José Andrade Costa.

Com a Lei 12.249, clientes do Banco com operações  rurais de até R$ 35 mil,  contratadas até 15 de janeiro de 2001,  puderam liquidar suas dívidas com descontos que chegaram a 85%, conforme a localização do empreendimento. O recálculo das operações foi feito sem quaisquer juros de atraso, multas ou outras sanções.

O superintendente Jose Andrade ressalta que “o Banco dispõe também de programas específicos de liquidação de dívidas e de renegociações que levam em conta as dificuldades encontradas pelos clientes, procurando adequar o reembolso das operações com a real capacidade de pagamento dos empreendimentos financiados”.

Por outro lado, encontra-se em fase de regulamentação interna as Resoluções do CMN nºs 4.028, 4.029, 4.030 e 4.031, do CMN, publicadas em 18/11/2011,  que autorizam a renegociação de operações contratadas ao amparo das linhas de crédito do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) e que deverão promover, em 2012, a regularização de milhares de operações de valor contratado de até R$ 30 mil com esse grupo de produtores.

 
 

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.