Banco do Nordeste mapeia territórios com potencial de crescimento econômico na Paraíba

O Banco do Nordeste mapeou atividades de oito territórios paraibanos que apresentam potencial para geração de emprego e renda. A identificação, por meio do Programa de Desenvolvimento Territorial (Prodeter), objetiva organizar, fortalecer e elevar a competitividade das respectivas cadeias produtivas em ações que envolvem a comunidade das áreas mapeadas.

Na Paraíba, são 57 municípios envolvidos no Prodeter. As atividades priorizadas pelo Programa e seus respectivos territórios são: bovinocultura de leite (Cariri Oriental e Médio Piranhas); cocoicultura (Vale do Piranhas); caprinocultura de leite (Cariri Ocidental e Curimataú); avicultura (Borborema); turismo (Vale do Paraíba), e ovinocultura (Piemonte da Borborema).

Cada território apresenta desafios e organização própria de seus agentes produtivos, a exemplo de cooperativas, entes municipais e estaduais, além de instituições de pesquisa e de capacitação. O Prodeter instaura comitês territoriais e municipais, com envolvimento institucional e de produtores. Os participantes buscam minimizar os gargalos identificados em cada atividade econômica priorizada. Os comitês avaliam e executam os Planos de Ação Territorial (PATs), nos quais constam objetivos geral e específicos, metas e ações com prazos e responsáveis.

Seja no turismo, na produção do coco ou na criação de animais para corte e leite, as atividades desenvolvidas prescindem de competitividade e de melhorias na assistência técnica. Pelo Banco do Nordeste, os agentes de desenvolvimento são condutores e mobilizadores do Prodeter. Distribuídos em 14 agências bancárias espalhadas pela Paraíba, esses profissionais conduzem a dinâmica das cadeias produtivas e são encarregados do atendimento às necessidades de crédito dos produtores. A oferta de crédito é definida a partir dos PATs, em função do binômio oferta x demanda relativo a cada cadeia produtiva trabalhada.

A estratégia do Prodeter venceu em 2018 a categoria “Produtos Financeiros” do Prêmio da Associação Latino Americana de Instituições Financeiras para o Desenvolvimento (Alide), concedido ao BNB na cidade peruana de Lima. O gerente executivo de Desenvolvimento Territorial do BNB na Paraíba, Izidro Soares, destaca que as ações de organização locais permitem a melhoria da qualidade de vida das pessoas que vivem nos territórios trabalhados. “A concessão do crédito é uma das vertentes do desenvolvimento. No formato apresentado pelo Prodeter apresenta risco mitigado para o Banco do Nordeste, em virtude do grau de estruturação em que se encontrarão os produtores no momento mais adequado para a concessão do financiamento”, avaliou.

Exemplo da bovinocultura de leite do Cariri Oriental

A bovinocultura de leite do Cariri Oriental estabeleceu como objetivo geral a elevação em 20% da produtividade das matrizes leiteiras pertencentes a 200 produtores do território, num prazo de cinco anos. Em três anos de implantação do programa, o associativismo permitiu a realização coletiva de vendas e compras, sobretudo de insumos, reduzindo em cerca de 30% as despesas decorrentes da aquisição de ração, medicamentos e vacinas. A partir do engajamento dos produtores e implantação de melhorias na atividade, o Banco do Nordeste já concedeu  R$ 856 mil em financiamentos aos produtores, com recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE).

A empresa-âncora do projeto é a Cooperativa Agropecuária de Cariri (Coapecal). Por meio da cooperativa, o leite é beneficiado e 80% da comercialização ocorre via associativismo. Outro ponto de destaque nas ações desenvolvidas com os 200 produtores foi a realização do curso Negócio Certo Rural  para gestão dos empreendimentos, promovido pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar).

Sobre o Prodeter

O Programa de Desenvolvimento Territorial do Banco do Nordeste incorpora estratégias com o objetivo de potencializar a competitividade das atividades produtivas priorizadas. Implementa planos de ação e estabelece dotação orçamentária para financiamentos. A metodologia do programa promove o fortalecimento da governança por meio da constituição de comitês locais e territoriais que favorecem a cooperação entre empreendedores e parceiros, a difusão de tecnologia e inovação e o apoio à execução e à integração das políticas públicas necessárias ao desenvolvimento sustentável local e territorial.

Objetivos buscados nas atividades priorizadas:

– Avicultura: elevar a competitividade e aumentar o volume de vendas;

– Ovinocaprinocultura: adequar-se às exigências normativas do mercado;

– Bovinocultura de leite: expandir os canais de comercialização, a lucratividade das vendas, promover melhoria genética e aumentar a produtividade;

– Caprinocultura de leite: promover melhoria genética e elevar a produtividade;

– Ovinocultura de corte: atender aos pré-requisitos de qualidade do mercado;

– Cocoicultura: aumentar a produtividade;

– Turismo: implantar uma região turística no Vale do Paraíba.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.