Bancada socialista na Câmara repudia declarações do secretário do PSB

Cláudia Carvalho

A bancada socialista na Câmara Municipal de João Pessoa repercutiu hoje a polêmica envolvendo o secretário de organização do PSB, Edir Mendonça. O primeiro a falar sobre o assunto foi o vereador Zezinho Botafogo. Ele reiterou o que disse ontem e acusou Edir de ter sido beneficiado com um cargo para que depusesse na Justiça Eleitoral contra a versão do partido para a elaboração da ata que proíbe os deputados estaduais de assumirem um cargo no Governo do Estado:

"Não retiro uma palavra do que eu disse. Não acredito que ele tenha sido nomeado em troca desse depoimento na Justiça Eleitoral, mas o próprio Manoel Júnior confirmou que Edir foi uma indicação dele na CBTU. Ele nos surpreendeu porque participou e secretariou a reunião e depois faltou com a verdade. Lamento o que ele disse", declarou.

Já a vereadora Sandra Marrocos se disse surpresa com o teor das declarações de Edir: "Estou muito triste e não quero acreditar que ele agiu dessa maneira. Estou ansiosa para saber o que aconteceu".

De acordo com Zezinho, Edir Mendonça será convocado pelo partido para explicar o motivo de seu depoimento: "É preciso que ele explique o que houve. E o local correto para isso é a instância partidária", resumiu. Ainda segundo o vereador, as sanções a Edir estão descartadas:  "O partido é democrático. Não se pensa em expulsar ou punir".

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.