Audiência de custódia de Maria Laura deve acontecer amanhã

A servidora pública Maria Laura Caldas de Almeida Carneiro, ocupante do cargo comissionado de assistente de gabinete com lotação na Procuradoria-Geral do Estado, deve passar por audiência de custódia nesta quinta-feira, 2 de maio. O advogado dela, Raphael Garziera, disse que, por ora, não tem informações a repassar à imprensa porque ainda está analisando a denúncia do Ministério Público do Estado da Paraíba e a decisão do desembargador Ricardo Vital, que autorizou a prisão da servidora.

Maria Laura é apontada pelo Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado do Ministério Público da Paraíba (Gaeco/MPPB) como uma das principais operadoras financeiras do esquema investigado pela Operação Calvário e que desviaria recursos da Cruz Vermelha gaúcha, gestora do Hospital de Trauma de João Pessoa.

O Gaeco suspeita que Maria Laura tenha se utilizado de terceiros para esconder patrimônio dela e de outros investigados, já que os recursos seriam fruto do recebimento de propinas. A servidora, que não daria expediente, está presa desde ontem no Centro de Reeducação Feminina Maria Júlia Maranhão, em Mangabeira.

Audiência de custódia de Maria Laura deve acontecer amanhã

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.