Ato do Governador obriga secretários a informar sobre viagens

Está publicado na edição de hoje do Diário Oficial o ato governamental 6.333 prevendo que os secretários de Estado e demais dirigentes da administração direta e indireta devem informar sobre eventuais viagens com antecedência mínima de 48 horas. A norma vale para deslocamentos para fora do Estado no interesse do serviço ou não. As viagens ficarão condicionadas à aprovação por parte de José Maranhão.

A medida é justificada como necessária para "concretização dos princípios da eficiência, economicidade e transparência dos atos da Administração Pública".

Leia a íntegra do ato:

Art. 1º. Os Senhores Secretários de Estado e demais Dirigentes da Administração Direta e Indireta deverão informar, por escrito, ao Secretário de Estado de Governo e com antecedência mínima de 48 horas, os seus eventuais deslocamentos para fora do Estado, no interesse do serviço ou não, ficando as viagens condicionadas, em qualquer hipótese, à concordância ou autorização do Governador.

§ 1º. A comunicação ao Secretário de Estado de Governo abrangerá a localidade de destino e os dias de afastamento, e, quando o deslocamento ocorrer no interesse do serviço, a finalidade da viagem.

§ 2º. O Secretário de Estado e/ou Dirigente registrarão no COMUNICADO os meios para eventual comunicação com o Governador e Órgãos da Administração durante o afastamento.

Art. 2º. Após cada deslocamento, o Governador será informado, por meio de Relatório escrito, sobre as matérias cuidadas ou questões discutidas pelo Secretário ou Dirigente no local de destino, com a focalização dos encaminhamentos, propostas, entraves e proveitos resultantes da viagem.

Art. 3º. Estas normas e diretrizes se aplicam a qualquer servidor que, no interesse do serviço, seja autorizado a se ausentar do Estado.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.