Assembleia homenageia 145 anos de CG e docentes da UEPB

A sessão itinerante da Assembleia Legislativa, em comemoração aos 145 anos de Campina Grande, lotou as galerias e o plenário da Câmara de Vereadores daquela cidade na tarde de hoje. A sessão foi presidida pelo deputado estadual Arthur Cunha Lima (PSDB), ao lado do presidente do Legislativo municipal, vereador Nelson Gomes.

O deputado estadual Romero Rodrigues (PSDB), autor da propositura na Assembleia, foi o primeiro a discursar. Ele lembrou que começou sua trajetória política na Câmara Municipal, onde foi presidente. A sessão também homenageou os 30 anos da Associação dos Docentes da Universidade Estadual da Paraíba (Aduepb).

Entre os deputados presentes à sessão, além de Romero e Arthur, estavam João Gonçalves (PSDB), Ivaldo Morais (PMDB), Jacó Maciel (PDT) e Guilherme Almeida (PSB).  Na sessão especial, a Assembleia Legislativa fez a entrega da Medalha Darcy Ribeiro à reitora da UEPB, professora Marlene Alves, como reconhecimento de sua luta como educadora e “incansável lutadora na busca pela excelência de ensino”, como destacou o deputado Arthur Cunha Lima.

Após o discurso de Romero, os deputados estaduais João Gonçalves e Guilherme Almeida, representando o Legislativo Estadual, entregaram uma medalha ao presidente da Câmara de Vereadores de Campina Grande, Nelson Gomes. O presidente da Aduep, professor José Cristóvão, recebeu do presidente da Câmara de Campina e do vice-presidente, vereador Fábio Medeiros, uma placa comemorativa pelos 30 anos de fundação da entidade.

O professor José Cristóvão fez questão de salientar a luta da Aduepb e a resistência da instituição, em defesa dos direitos e de melhorias de condições de trabalhos, especialmente nas greves de 2001 e 2002. O presidente da Aduepb lembrou que a Universidade Estadual enfrentou inclusive uma decisão da Justiça Estadual que, naquela época, acatou pedido do então governador José Maranhão para que a greve tivesse sua ilegalidade decretada. Ele também frisou as principais conquistas da entidade e citou, entre elas, a autonomia financeira da UEPB. “Por isso, remetemos nosso eterno agradecimento ao ex-governador Cássio Cunha Lima, à imprensa e à toda sociedade campinense”, disse.

José Cristóvão afirmou que, atualmente, a Aduepb quer definir novas estratégias de reposição salarial, dentro de sua autonomia financeira. “Não vamos servir de fantoches para interesses políticos de quem quer que seja”, avisou.

O presidente da Assembleia Legislativa, em seu discurso, homenageou figuras públicas de destaque de Campina Grande, citando como exemplo o ex-prefeito, ex-senador e ex-governador Ronaldo Cunha Lima.

Arthur Cunha Lima observou ainda que Campina Grande também tem orgulho de seus centros universitários públicos e privados. “Nada mais justo de estarmos aqui, aliando os festejos dos 145 anos da cidade com as comemorações dos primeiros 30 anos da Associação dos Docentes da Universidade Estadual da Paraíba”, afirmou. “Essa entidade, hoje presidida pelo ilustre professor José Cristóvão de Andrade, se confunde com a história da própria Universidade Estadual da Paraíba, que é um dos maiores orgulhos de Campina e do seu povo”, disse.

Campina Grande, fundada em 1º de dezembro de 1697, foi elevada à categoria de cidade em 11 de outubro de 1864, e tornou-se o maior e mais populoso município do interior do estado brasileiro da Paraíba. “Pela pujança dos campinenses e pela lucidez de suas lideranças políticas, esta cidade chegou a ser considerada um dos principais pólos industriais e tecnológicos da Região Nordeste”, disse.

O presidente da Assembleia Legislativa disse que é “imperativo assinalar, neste momento, a luta pela autonomia financeira da Universidade Estadual da Paraíba, que contou com o empenho dos senhores deputados estaduais, e a reconhecida determinação política do então governador Cássio Cunha Lima”. E arrematou: “Não foi uma conquista da Assembleia e nem Poder Executivo, mais da própria comunidade universitária”.

Arthur ainda acrescentou que “falar em Universidade Estadual da Paraíba é sempre uma oportunidade ímpar de saudar o trabalho incansável da magnífica reitora Marlene Alves”.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.