Arthur vai a audiência com Dilma Roussef

O presidente da Assembléia Legislativa da Paraíba, deputado estadual Arthur Cunha Lima (PSDB) terá uma audiência em Brasília com a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff na próxima terça-feira (19.05) às 15 horas, para fazer a apresentação do projeto de produção de biocombustível, a partir do pinhão-manso.

Além do deputado estadual Francisco de Assis Quintans (DEM) e do deputado federal Armando Abílio (PTB), acompanharão a audiência, uma comitiva de prefeitos que assinaram o protocolo de intenções com a empresa Bionor (indústria de biodiesel) para a adesão no programa, entre os quais, José Lavosier (PSDB), do município de São João do Rio do Peixe e Polyana Feitosa (PT), da cidade de Pombal.

A ALPB, juntamente com o Parlatino, promoveu no mês de março o 1º Seminário de Desenvolvimento Sustentável, que teve como tema “Biodiesel e Pinhão-Manso na Agricultura Familiar”. Na ocasião foi discutido o uso do pinhão-manso como alternativa de produção do biodiesel, no combate ao processo de desertificação e o fato de poder ser consorciado com outras culturas, entre outras questões.

Com a implantação do projeto, serão produzidos 150 milhões de litros de biodiesel ao ano, com o cultivo de 113 mil e 400 hectares de pinhão manso. 

O projeto de autoria do deputado Arthur Cunha Lima é inédito.

Em fevereiro, Arthur esteve com o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão para também fazer o detalhamento do projeto, que criará aproximadamente 400 empregos diretos, com a geração de renda para as famílias produtoras. O parlamentar falou ainda ao ministro das Minas e Energia sobre o caráter social do projeto.

Já que a cada uma das 22.680 famílias do semi-árido paraibano que produzirem 3 mil quilos de sementes ao ano terá um ingresso de R$ 8 mil nesse mesmo ano, só com a produção de óleo. O custo calculado para implantação desse projeto é de R$ 2.500 por hectare, para implantação do cultivo e cuidados nos três primeiros anos.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.