Arthur mantém agenda de sessões, apesar de protesto da situação

Mesmo tomando conhecimento da visita que 14 deputados de situação fizeram, na tarde de hoje às dependências do prédio, o presidente da Assembléia Legislativa, deputado Arthur Cunha Lima (PSDB), aifrmou que não há condições de funcionamento da Casa, por conta dos trabalhos que estão sendo realizados, especialmente ao referente à limpeza do sistema central de ar condicionado. Arthur disse que, aparentemente, alguns setores podem até parecer que estão limpos, mas a própria firma já alertou a direção da Casa para os riscos à saúde, caso as pessoas circulem pelas dependências do prédio. 

Líderados pelo deputado Gervásio Filho (PMDB), 14 parlamentares da bancada de situação foram até a Assembléia Legislativa para observar as reformas do prédio no sistema de ar condicionado e da instalação do painel eletrônico. Eles deixaram o prédio afirmando que há condições de realizar sessão deliberativa no mini-plenário ou no auditório da Casa de Epitácio Pessoa. No plenário, concordaram, não há condições.

O presidente da Assembléia Legislativa voltou a afirmar que os trabalhos que estão sendo feitos de limpeza dos dutos do ar condicinado não permitem a realização de sessões no interior da Assembléia. "Com a limpeza, muitos resíduos se espalham pelos condutores de ar. Mesmo que fosse mantido todo o sistema desligado, o risco de contaminação seria grande, não somente para deputados, mas para profissionais de imprensa, pessoas que acompanham as sessões nas galerias e servidores da Assembléia".

Arthur lembrou que o sistema de ar não passava por uma limpeza dese tipo há mais de 30 anos. O trabalho já estava programado desde o mês de maio. Portanto, muito antes do envio de qualquer matéria por parte do Executivo.

O presidente lembrou que a votação do último dia 19 (uma sexta-feira), onde seria apreciada a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) foi suspensa exclusivamente pela ausência da bancada governista. Nenhum dos 16 deputados da base aliada do governador José Maranhão compareceu à sessão naquela data.

Segundo o presidente, a prorrogação desse período sem sessão se deu por força maior, já que a empresa Ambiental, contratada para limpeza do sistema de ar condicionado, não conseguiu concluir seu trabalho a tempo, elastecendo o prazo em mais três dias, a partir desta terça-feira (30.06). A mesma empresa encaminhou à Assembléia, através de ofício, um alerta de que nenhuma pessoa deveria permanecer nas dependências da Casa, para evitar qualquer tipo de problemas com a saúde, por conta da limpeza que está sendo realizada.

O presidente da Assembléia disse que espera o retorno dos trabalhos no início da próxima semana. Ele ainda enfatizou que, por conta dos trabalhos, a programação da TV Assembléia foi alterada, sendo retransmitida apenas a grade da TV Senado, diante da impossibilidade de manter técnicos e jonalistas dentro do prédio da Assembléia.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.