Aracilba Rocha pede ao Ministério Público para prestar informações

A engenheira Aracilba Rocha, citada em denúncia do GAECO como parte de um esquema que teria desviado dinheiro da Prefeitura de João Pessoa entre 2009 e 2012, emitiu uma nota negando as acusações. Ela também afirma que encaminhou petição ao Ministério Público da Paraíba se colocando à disposição para prestar informações.

Confia a íntegra da nota de esclarecimento:

A propósito de noticias veiculadas na imprensa relacionadas a denúncia promovida pelo Ministério Público Estadual, envolvendo o nome de minha pessoa, sinto-me no dever de prestar os seguintes esclarecimentos ao povo da Paraíba, a quem devoto respeito e atenção:

1- Jamais tive qualquer envolvimento com fatos relatados na denúncia do MPE e repercutidos na imprensa Paraibana. 

2- Com mais de 50 anos de atividade profissional, sendo 38 anos na vida pública em nenhum momento fui acusada e condenada por qualquer ato ilícito.

3- Exerci cargos nas esferas Municipal, Estadual e Federal, na Paraíba e em outros estados, sempre me pautando com profissionalismo, ética  e espírito público.

 4- Ao citar meu nome como presente à Secretaria de Segurança Pública, devo esclarecer que fiz na condição de Secretaria de Estado das Finanças, para uma reunião de rotina administrativa.

5- É oportuno ressaltar, que só tomei conhecimento da abrangência do teor dos fatos relatados na denúncia, através dos meios de comunicações.

 6- Atualmente residindo no Rio de Janeiro, onde presto serviço a um órgão do Governo Federal, estou peticionando ao Ministério Público Estadual me colocando à disposição para prestar todas as informações de interesse da justiça.

7- Tenho a mais absoluta confiança de que os valorosos integrantes do MPE conduzirão a apuração destes fatos com lisura e a transparência e, ao final, me concederão o que na verdade é a expressão da verdade real.

Aracilba Alves da Rocha

Aracilba Rocha pede ao Ministério Público para prestar informações

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.