Após passar por exames, José Genoino recebe alta e deixa hospital

O ex-presidente do PT José Genoino, 67, deixou no final da tarde deste domingo (2) o IC-DF (Instituto de Cardiologia do Distrito Federal).

De acordo com o hospital, o petista deu entrada na emergência da instituição para realizar avaliação cardiovascular. O hospital informou ainda que Genoino recebeu alta, após realizar os exames. Ainda não se sabe as causas do mal-estar.

Segundo seu advogado, Luiz Fernando Pacheco, Genoino deu entrada na UTI do hospital após ter sentido fortes dores no peito e muita sudorese durante a noite. De acordo com o irmão de Genoino, o deputado federal José Guimarães (PT-CE), o ex-presidente do PT teve "pico de pressão".

Genoino foi condenado a 6 anos e 11 meses de prisão em regime semiaberto pelos crimes de corrupção ativa e formação de quadrilha, além do pagamento de multa de R$ 667,5 mil. O petista foi o único a pagar a multa no prazo estipulado pela Justiça.

Genoino conseguiu arrecadar mais de R$ 700 mil, graças a mobilização de sua família que criou um site para receber doações. A iniciativa teve apoio de integrantes da cúpula do PT. Após arrecadar mais que o necessário, Genoino doou R$ 30 mil para a campanha on-line de Delúbio Soares, ex-tesoureiro do partido.

Apesar de inicialmente ter sido preso no Complexo Penitenciário da Papuda, Genoino atualmente cumpre 90 dias de prisão domiciliar por causa de sua saúde –ele sofre de problemas cardíacos e chegou a passar por cirurgia no coração em julho do ano passado.

Logo nos primeiros dias na Papuda, em novembro, Genoino se sentiu mal e foi para um hospital. Do hospital, passou para a prisão domiciliar em uma casa alugada em um bairro de classe medida alta de Brasília. Laudos de juntas médicas que o examinaram, porém, apontaram que sua doença não é grave.

O prazo de 90 dias dado pelo presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Joaquim Barbosa, para nova avaliação do estado de saúde de Genoíno termina em meados deste mês de fevereiro, quando o petista deve ser reavaliado para que Barbosa decida se ele volta à Papuda ou se continuará em casa.

Além disso, como ex-deputado –Genoino renunciou ao mandato em dezembro– o petista tem direito a aposentadoria de R$ 20,4 mil. Ele aguarda análise de um pedido de aposentadoria por invalidez que tramita na Câmara. Após a avaliação da junta médica, se a invalidez for reconhecida, ele passa a receber um salário integral de deputado, R$ 26,7 mil.

Folha de S. Paulo

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.