Após acidente em Patos, mulher recebe alta e outros pacientes são transferidos ao Trauma de CG

O Hospital Regional de Patos informou que uma das vítimas do acidente entre uma van e um carro já recebeu alta médica e que houve a transferência de uma mulher e a regulação de outros pacientes que possam precisar de tratamento no Hospital de Trauma de Campina Grande. O acidente aconteceu às 4h da manhã deste sábado (5) em Patos, no Sertão paraibano, e o condutor do veículo modelo Corsa morreu no local, conforme divulgado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF).

A suspeita é de que a motorista do veículo modelo Corsa tenha cochilado. Ele invadiu a faixa contrária, onde a van transitava.

Saiba mais

Motorista morre e passageiros de van ficam feridos após acidente em Patos

Dentre os feridos, uma mulher foi socorrida em estado grave, segundo informou a Polícia Rodoviária Federal (PRF) na Paraíba.

A van estava no sentido Patos/Campina Grande, e o Corsa no sentido contrário. Acredita-se que o motorista do Corsa iria para São Bento, de onde era natural.

Todos os feridos foram socorridos pelo Samu até o Hospital Regional de Patos. Havia 13 pessoas na van, no momento do acidente.

Confira a nota do Hospital Regional de Patos

O Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro (CHRDJC) informa que atendeu cinco pacientes vítimas de um acidente na BR 230, ocorrido na madrugada deste dia 05 de outubro, que envolveu dois veículos e foram levadas à unidade pelas equipes em ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU). Além desses cinco pacientes, outros dois foram levados ao Complexo, fizeram exames, mas não quiseram esperar pelos resultados.

Destes cinco pacientes, um deles já teve alta – Renata Tatiana Araújo Oliveira, 24. Maria Luiza Mendes Barros, 21 já foi regulada para o Trauma de Campina Grande e já foi transferida. A paciente Daiane Kelly de Jesus Pereira, 29, teve seu caso avaliado pela equipe de neurocirurgia do Trauma de CG, não precisará de procedimento cirúrgico na coluna e permanecerá em observação no Complexo. A regulação para Campina Grande da paciente Grazielly Alves Pereira Sales, 25, já foi solicitada. O menor J.D.M.F., 17 ainda está sendo avaliado pela equipe de neurocirurgia do Trauma para ver a necessidade ou não de regulação para Campina Grande, em função de suspeita de lesão na coluna cervical.

Todos os pacientes receberam os cuidados iniciais. Inclusive, com a realização de exames de tomografia, pois estavam sentindo dores em região cervical e torácica, porém nenhum com gravidade. Todos os pacientes atendidos estão conscientes e orientados, respirando em ar ambiente, porém com mobilização de coluna vertebral.

Direção do CHRDJC

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.