Ao lado de Maranhão, Lula inaugura IFET e duplicação da BR 230

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva estará nesta terça-feira, 28, em Campina Grande participando das inaugurações do Instituto Federal da Paraíba (antigo Cefet) e do último trecho de duplicação da BR 230, que liga as cidades de Campina Grande a João Pessoa. O presidente desembarca no Aeroporto João Suassuna às 10h30, sendo recepcionado pelo governador José Maranhão, e segue direto para o Instituto Federal, no bairro Jardim Dinamérica. Depois vai para a BR 230.

Durante entrevista coletiva na tarde desta segunda-feira no mini-auditório da Fiep, em Campina Grande, o superintendente regional do DNIT, Expedito Leite da Silva, disse que o presidente Lula além de inaugurar a BR 230, deve também assinar e anunciar convênio para a duplicação da BR 104, trecho que liga o município de Queimadas com a fronteira com o Estado de Pernambuco. O trecho a ser duplicado mede 73 quilômetros.

A inauguração da duplicação da BR-230, no trecho de 127 quilômetros que vai de João Pessoa a Campina Grande, custou um total de R$ 261 milhões, dos quais 90% foram repassados pelo Governo Federal através do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) e 10% corresponderam à contrapartida do Governo do Estado. A execução foi delegada ao Departamento Estadual de Estradas de Rodagem (DERAo todo, foram duplicados 127 quilômetros, recuperado e recapeado todo o trecho antigo, construídas três passarelas (duas em Santa Rita e uma Santa Terezinha, em Campina Grande). Foi feita uma nova ponte sobre o Rio Paraíba e ampliada a existente.

O diretor superintendente do DNIT na Paraíba, Expedito Leite, avalia que a duplicação era uma obra muito esperada pelos paraibanos, porque todo o fluxo (15 mil veículos por dia) que corta o Estado passa pela rodovia, sendo uma via de grande importância para o escoamento da produção. Ele disse que desde o começo houve ampliação dos negócios com a instalação de novos postos de combustíveis. E, especialmente no trecho concluído recentemente, foram beneficiados diretamente os municípios de João Pessoa, Sapé, Sobrado, Cajá, Pilar, Juarez Távora e Campina Grande, como também todas as pessoas que se deslocam em direção à Capital vindas do Curimataú e do Brejo Paraibano.
Sem colisão frontal – O aumento da segurança das viagens depois da duplicação foi reforçado pelo inspetor Walker Barbosa, da Polícia Rodoviária Federal na Paraíba. Ele disse que a principal evolução proporcionada pela duplicação é a diminuição e praticamente a eliminação das colisões frontais, que normalmente são acidentes muito graves.

Na entrevista desta segunda-feira em Campina Grande também estavam presentes o reitor do Instituto Federal da Paraíba, João Batista de Oliveira Silva, e a diretora de Educação Profissional do MEC, Andrea Andrade. Eles destacaram a importância da instituição federal em Campina Grande e disseram que a Paraíba foi privilegiada com a escola, que já está em pleno funcionamento, atendendo atualmente a 800 alunos, mas a meta é chegar a 1.500 em breve.

“Não podemos afirmar que a luta pela instalação do Instituto Federal em Campina Grande foi de um só parlamentar, mas podemos dizer que houve um conjunto de forças políticas para sua chegada na cidade. A escolha das cidades segue um caráter técnico, mas claro que houve uma conjunção de forças políticas nesse sentido. E isso foi muito bom”, disse o reitor João Batista.

Já o superintendente do DNIT, Expedito Leite, informou que a duplicação da BR 230 teve início em 1997 e que somente agora a obra está sendo concluída, já havendo planos também para a duplicação da BR 412, que liga a cidade de Queimadas até a Praça do Meio do Mundo (caminho para Boa Vista). O trecho a ser duplicado será de 35 quilômetros.

Além do Instituto Federal de Campina Grande mais outros cinco campi da instituição estão sendo providenciados para a Paraíba, sendo três já com o canteiro de obras instalado (Picui, Monteiro e Princesa Isabel) e dois em fase de licitação para a obra (Cabedelo e Patos). Na escola em Campina foram investidos R$ 5 milhões.

Toda a solenidade de inauguração será transmitida pela NBR e TV MEC. O evento vai contar com a presença, além do presidente Lula, do governador da Paraíba, José Targino Maranhão, e do prefeito de Campina Grande, Veneziano Vital do Rêgo, além de alguns ministros, deputados, vereadores, secretários estaduais e municipais e prefeitos da região.

A escola federal local oferece cursos técnicos de nível médio em informática e mineração. O campus também tem o curso superior de tecnologia em telemática. Já foram contratados por concurso 40 professores e 33 técnico-administrativos para a instituição. O campus está localizado na rua Tranquilino Coelho Lemos, 671, bairro Jardim Dinamérica.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.