Anselmo compreende angústia de Luciano, mas rejeita imposição a Maranhão

O Secretário de Articulação Governamental Anselmo Castilho (PT) tentou por panos quentes na crise deflagrada pelo vice-governador Luciano Cartaxo (PT) e sua cobrança por uma definição rápida a respeito da manutenção do espaço de vice na chapa de José Maranhão (PMDB). Apesar de dizer que compreende a angústia do colega, o advogado afirmou que não é possível fazer "tática eleitoral" com imposição:

– A angústia de Luciano é a de todos os filiados do PT, mas tem que se compreender que tática eleitoral não se faz com imposição. O PT tem uma posição clara e Luciano Cartaxo é nosso candidato a vice-governador. Não há disputa interna. Atualmente, ele tem o apoio de mais de 80% do partido e os que não o apoiam também não têm nada contra. Acho que o evento de Wilson Santiago é algo importante para a conjuntura, uma vez que a chapa de senador do PMDB começa a se definir e pretendemos ter uma conversa com o governador José Maranhão na qual Luciano Cartaxo terá uma participação de proa para uma definição futura.

Apesar de sua solidariedade, Castilho acrescentou, na entrevista ao Parlamentopb, um conselho ao companheiro de partido:

– Política é uma atividade de risco para definições pessoais. Por isso, eu digo que estou solidário a Cartaxo, mas estamos fazendo o possível para ter uma definição.

Castilho compareceu ontem ao Hotel Tambaú para participar do evento de lançamento da pré-candidatura de Wilson Santiago ao Senado e declarou seu apoio ao candidato peemedebista "por tudo que ele tem feito pelo Governo Lula".

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.