Notícias de João Pessoa, paraíba, Brasil

Anísio Maia diz que INSS está enganando pescadores

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram

O deputado estadual Anísio Maia (PT) denunciou nesta quarta-feira (6) o descumprimento por parte da Gerência Regional do INSS em Campina Grande de decisão judicial que determina o pagamento do seguro defeso aos pescadores na Paraíba. Atendendo a recurso impetrado pela Federação de Pescadores da Paraíba (Fepesca), o Judiciário determinou o pagamento do benefício.

“Quero registrar mais uma vez meu protesto contra as maldades deste governo ilegítimo. Desta vez, pela forma com a qual vem tratando os pescadores da Paraíba e do Brasil. Há meses que gerência do INSS de Campina Grande vem protelando o pagamento do seguro defeso, o que obrigou a Fepesca a procurar a Justiça. Porém, mesmo com decisão da judicial determinando o pagamento do benefício, já usaram de todos os artifícios para dificultar o acesso dos pescadores a um direito que é deles”, protestou Anísio Maia.

O parlamentar informou que a gerencia de João Pessoa já vem executando os pagamentos. No entanto, os pescadores das regiões do Agreste e Sertão estão sendo penalizados por uma decisão meramente administrativa: “O INSS tem que parar de enganar os pescadores. Não há mais o que fazer na esfera judicial. Esse governo golpista não tem nenhuma sensibilidade social. Massacra pescadores ao mesmo tempo em que concede isenção a bancos e petroleiras”, disse.

Anísio Maia foi enfático ao afirmar que os pescadores precisam lutar por seus direitos, uma vez que o governo de Michel Temer só se preocupa com os interesses dos ricos: “O povo da pesca têm que receber o seguro defeso e saberá lutar por seus direitos. A categoria tem consciência e poder de mobilização. É preciso cobrar respeito deste governo golpista que vem atacando diariamente a pesca e os direitos sociais do povo brasileiro”, concluiu.

Saiba mais

O seguro defeso é o nome mais popular do Seguro Desemprego do Pescador Artesanal (SDPA). Trata-se de uma assistência financeira de caráter temporário destinada aos pescadores que são obrigados a paralisar suas atividades profissionais durante o período de reprodução das espécies, ação necessária a preservação ambiental. Sem este aporte, milhares de famílias ficariam sem fonte de renda por um período de pelo menos quatro meses.

Tags

Leia tudo sobre o tema e siga

MAIS LIDAS

Banco do Nordeste nomeia novo superintendente na Paraíba

Prefeito paraibano fala de “infelicidade” de ter filhos autistas e servidora acrescenta: “São doidos”

Anteriores

7efa1fa809712137e62ae45fe4983881

Desembargadora rejeita recurso do PSOL do “L” e prevê plenária obrigatória

WhatsApp Image 2024-07-17 at 17.42.21

Sebrae participa da realização da Feira de Negócios e Empreendedorismo da Paraíba em Cuité

CelestEpitacioPessoa_fotoGilbertoFirmino-34-scaled

Celest abre inscrições para mais de 700 vagas nos cursos de línguas estrangeiras neste sábado

prova

Prefeitura de Princesa Isabel abre inscrições para concurso nesta quarta

aumento_gazolina_rj_0506202742

MPPB recomenda Procon-CG autuar distribuidores e postos de combustíveis que estão descumprindo reajuste da Petrobras

WhatsApp Image 2024-07-17 at 13.35.57

Presidente da FPF-PB vai ser a chefe da delegação da seleção brasileira feminina nas Olimpíadas

Design-sem-nome-2024-07-17T135326.590

Caminhão de frutas tomba e deixa motorista ferido em Santa Luzia, no Sertão da Paraíba

WhatsApp Image 2024-07-17 at 15.32.09

Servidores do INSS rejeitam proposta do governo e continuam em greve

Canal-Solar-GECEX-revoga-mais-de-200-ex-tarifarios-de-equipamentos-fotovoltaicos-1-1

Procon-JP notifica Energisa após repasse de imposto sem aviso prévio em contas residenciais

c0a22336-d208-353e-23f3-db117e4760eb

PSB e Republicanos de Sobrado realizam convenção dia 21 para homologar nomes de Guilherme Coelho e Marlon Brand