Aníbal questiona Parlamentopb e diz que está sem vencimentos da Prefeitura

O ex-vereador Aníbal Marcolino (PDT) entrou em contato com o Parlamentopb para questionar o motivo pelo qual a concessão de sua gratificação por atividade especial, autorizada pelo presidente da Câmara Municipal, Durval Ferreira (PDT) ter sido divulgada pelo site. Para o parlamentar, o episódio é pessoal e não mereceria ser noticiado. Ele fez questão de ressaltar que a mídia não noticiou que ele decidiu tirar licença sem vencimentos da Prefeitura, órgão do qual é servidor efetivo, por não compartilhar da visão política do prefeito Ricardo Coutinho (PSB).

"Eu estou à disposição do gabinete do presidente da Câmara, Durval Ferreira, e presto serviço à Casa. A licença médica que permitiu ao suplente Raoni Mendes chegar ao mandato já foi concedida por mim", afirmou ele, que considerou o fato antigo.

Aníbal Marcolino é médico do Ipep e foi posto à disposição da Câmara Municipal no início do ano. O Semanário Municipal, contudo, trouxe a publicação da portaria, assinada por Durval Ferreira somente nesta semana.

Parlamentopb aproveita o episódio para ressaltar que a dúvida gerada pela concessão da gratificação a Aníbal foi suscitada por alguns vereadores e, ao contrário do que disse o médico, ao passo que o benefício é divulgado em um órgão oficial, como o Semanário Municipal, ele passa a ser de conhecimento público e não mais apenas de ordem privada e pessoal. Ao site cabe divulgar e, como é peculiar em sua linha editorial, permitir o direito de voz a todas as partes envolvidas, ao invés de negar a procedência da informação, como o próprio médico declarou ter acontecido em um outro veículo, no contato mantido com a editora do site, Cláudia Carvalho.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.