Aníbal contraria PSL e promete oposição ferrenha a Ricardo

O deputado estadual Aníbal Marcolino não parece estar muito preocupado com a orientação de seu partido, o PSL, de dar apoio ao Governo de Ricardo Coutinho (PSB). Na Assembleia, na primeira semana da legislatura, o médico pautou seu comportamento pela crítica às ações administrativas, apesar do presidente estadual da legenda, Tião Gomes, ser aliado do Governo.

– Eu fui eleito para ser um deputado de oposição. Se o Governo acertar, vamos aplaudir. Se errar, vamos criticar. Eu critiquei porque do início do governo até agora foram posições que causaram mal estar a toda sociedade.

Um dos motivos de crítica do deputado foi a paralisação das cirurgias do Hospital Infantil Arlinda Marques. Os cirurgiões suspenderam o trabalho por causa do atraso do pagamento, ocorrido desde a gestão passada. Esta semana, contudo, o problema foi dado como resolvido através de um acordo entre a Secretaria de Saúde e a cooperativa dos cirurgiões. Aníbal, contudo, disse que o impasse com os médicos estaria causando a elaboração de uma "lista da morte".

Há informações de bastidores segundo as quais o vice-presidente nacional do partido, Gilvan Pantaleão, teria visitado João Pessoa na última quarta-feira e conversado com o secretário-chefe de Governo, Walter Aguiar, sobre um compromisso de apoio cerrado a Ricardo Coutinho. Aníbal, contudo, não cede e disse que no partido há dois deputados: um que apoia Ricardo Coutinho e outro que lhe faz oposição.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.