André Gadelha garante que não adere a Ricardo Coutinho

Diante das especulações de novas adesões de peemedebistas ao bloco governista na Assembleia Legislativa, o deputado estadual André Gadelha (PMDB) disse que torce para que o governo acerte e traga benefícios para o estado, mas descartou que possa mudar de lado na Casa Epitácio Pessoa.

 
– Eu fui eleito pelo PMDB e os eleitores me deram 33 mil votos pra eu fazer oposição. Meu posicionamento sempre vai ser de oposição, mas não serei hipócrita em dizer que a partir do momento que o governo possa acertar, que eu vou torcer que acerte, pois todos vão ganhar, todo mundo ganha quando o governo acerta, quando o estado cresce e quando existe a geração de empregos, de riquezas. Se isso chegar a acontecer nós não vamos aqui dizer que seremos injustos em não concordar com isso, mas agora fazer parte de sustentação do governo isso de maneira alguma.
 
Sobre as matérias do governo na Assembléia o deputado disse que não terá problemas em votá-las, mas acrescentou que vai cobrar resultados.
 
– Nós temos nossa ideologia e nosso pensamento de trabalhar pelo estado é outro. Sou do PMDB, sou presidente do partido e estou do outro lado. Irei fazer meu papel como legislador, de cobrar e exigir que o governo acerte. Quanto a matérias do governo, se for de interesse da população e do estado em si eu sou homem suficiente de dizer que vou votar e por que estou votando. Por ser da oposição não fecharei meus olhos e dizer que serei contra tudo e todos. Vou fazer oposição centrado no melhor para os paraibanos e se Deus quiser vai ser isso durante todo o nosso mandato.
 
Enquanto André jura que não vai aderir, o deputado estadual Márcio Roberto tem sido sondado por setores governistas para mudar de lado. O anúncio da aliança dele com o governador Ricardo Coutinho é esperado para depois do carnaval.
 

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.