André Gadelha admite que faltou atenção de Maranhão com Expedito

O deputado estadual André Gadelha (PMDB), líder de oposição na Assembleia Legislativa, comentou hoje de manhã a desfiliação do ex-prefeito de Bayeux, Expedito Pereira, que decidiu deixar o partido alegando perseguição. André lamentou a perda e admitiu que a saída do líder político de Bayeux se deveu à falta de atenção do ex-governador José Maranhão (PMDB), aliado e amigo do médico:

– Com certeza faltou atenção. Expedito é amigo de Maranhão há vários anos e de vários palanques. Foi uma perda muito grande. É assim que eu vejo. Nós temos que acelerar nossa caminhada e reuniões regionais para não perder quadros e pessoas importantes para o PMDB.

Um assunto que André não quis comentar foi a situação dos deputados dissidentes. Ele alegou que deixou a decisão a cargo do presidente da legenda, Antônio Souza. Hoje, em tom de desabafo, ao ser questionado sobre o eventual "libera geral" para que Doda de Tião, Wilson Braga e Márcio Roberto apoiassem o governador Ricardo Coutinho (PSB), ele limitou-se a dizer que não comentará mais o tema.

– Não serei o cobrador – resumiu.

TAGS

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.