André defende punição a peemedebistas que votaram com o Governo

O deputado estadual André Gadelha (PMDB), líder de oposição na Assembleia Legislativa, defendeu ontem que os colegas Doda de Tião, Wilson Braga e Márcio Roberto sejam punidos pelo fato de terem votado de acordo com a orientação do Governo do Estado na última terça-feira, 12, quando entrou em pauta o remanejamento de recursos da barragem de Camará para o Centro de Convenções. É que na última reunião partidária, da qual apenas Márcio participou e os outros dois dissidentes se ausentaram, ficou acertado que os deputados seguiriam o determinado pelo bloco de oposição. A declaração de André foi dada em entrevista ao Tambaú Debate, da Nova Tambaú FM.

– Vamos cobrar que o presidente do PMDB no Estado tome as providências. Eu defendo a punição. Primeiro, ele deve chamar os deputados para conversar. Se eles acharem que devem deixar o mandato, tem suplentes querendo assumir. Nós fomos eleitos pelo partido e devemos defendê-lo.

Segundo André, é possível que outra reunião do PMDB seja realizada amanhã também com o objetivo de tratar da postura "flexível" dos deputados peeemdebistas que já anunciaram apoio a Ricardo Coutinho.

Finalmente, o líder de oposição revelou ter sido procurado pelo deputado estadual João Gonçalves, único candidato até agora inscrito para a eleição de corregedor da Assembleia Legislativa, e admitiu apoia-lo caso nenhum colega de oposição se disponha a concorrer.

TAGS

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.