Álvaro Dias afirma que está mantido como vice de Serra

O senador Álvaro Dias (PSDB-PR), anunciado ontem como vice na chapa de José Serra à Presidência da República, afirma que seu nome está mantido, apesar da resistência do DEM, que deflagrou uma crise na campanha do tucano, ontem.

"Acho que isso é próprio do calor da disputa eleitoral", afirmou o senador, por telefone.

Dias, que está em Cuiabá (MT) desde ontem, voltou a dizer que, "na hipótese de o DEM abandonar a coligação, eu retiro meu nome". O senador, no entanto, afirma que a hipótese não se concretizará.

"Tenho certeza que vai prevalecer o projeto nacional", disse Álvaro Dias, sem, no entanto, explicar como haverá um convencimento do DEM em relação ao seu nome. "Isso está sendo trabalhado pelo [senador] Sérgio Guerra".

Pela manhã, ele conversou por telefone com Guerra (PE), presidente do PSDB e coordenador da campanha de Serra. Dias afirma que ainda não há reunião marcada entre os líderes do partido para discutir a crise deflagrada ontem, a partir de declarações duras de dirigentes e líderes do Democratas.

Álvaro Dias eximiu de responsabilidade o ex-deputado federal Roberto Jefferson, presidente do PTB, que anunciou via Twitter, durante o jogo da seleção brasileira, que o senador seria o vice de José Serra. Àquela altura, Sérgio Guerra ainda não havia apresentado formalmente o nome de Dias ao comando do DEM.

"Não dá para culpar o Roberto. Isso [a crise] foi motivado pela defesa de uma tese, que é a participação do DEM na chapa, o que eu acho legítimo", afirmou.

 

Folha Online

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.