Alternativos ocupam galerias e pressionam votação de regulamentação

Muitos motoristas lotaram hoje o plenário da Assembleia Legislativa para acompanhar a votação do projeto encaminhado pelo Governo do Estado e que regulamenta o transporte complementar, dando legalidade à atuação do que hoje se chama transporte clandestino ou alternativo. Os deputados de oposição alegaram que alguns setores da atividade não teriam sido ouvidos e sugeriram que o assunto fosse debatido em uma audiência pública antes de ser levado a plenário. A tese acabou sendo aprovada, embora a audiência permaneça sem data marcada.
 
Hervázio Bezerra (PSB), líder do Governo, voltou a cobrar a Gervásio Filho (PMDB), que preside a sessão, a apreciação de seu requerimento que pede urgência na tramitação dos projetos do Governo sobre remissão de dívidas relativas ao emplacamento de motocicletas de até 150 cilindradas (exceto multas de trânsito e taxas federais); do programa Gol de Placa; da abertura de crédito de R$ 14 milhões para a Cagepa; e o mais polêmico, que atribui ao Detran a prerrogativa de registrar os veículos financiados, prerrogativa atualmente exercida pelos cartórios.
 
– O requerimento de vossa excelência foi arquivado pela mesa diretora. Todas as matérias que constam no requerimento foram incluídas na ordem do dia de hoje – disse Gervásio, em resposta ao líder do Governo.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.