ALPB decide retomar atividades presenciais só depois de vacinação

Foi aprovado hoje de manhã por unanimidade o projeto de resolução 272/2021 prevendo que as atividades presenciais da Assembleia Legislativa da Paraíba só serão retomadas depois que for concluído o processo de vacinação contra o novo coronavírus. O texto considera imunizados os servidores que tiverem recebido a dosagem completa da vacina, e que tenham cumprido o tempo mínimo cientificamente indicado após a aplicação da última dosagem para adquirirem imunidade.

Mesmo depois da imunização, os servidores deverão continuar usando máscara de proteção facial e obedecerão a turnos e dias alternados em parte remota e presencial, além de manter o distanciamento social, com o objetivo de evitar concentrações e proximidade de pessoas no ambiente.

O servidor que tiver filho em idade escolar ou inferior poderá ter o trabalho remoto autorizado a critério da chefia, enquanto vigorar a norma local que suspenda as atividades escolares ou em creche, por motivos relacionadas ao vírus SARS-CoV-2.

Na justificativa do projeto, está citado o motivo de sua apresentação: “Apesar dos inúmeros esforços eivados por parte da Assembleia Legislativa da Paraíba, sempre realizados com base nas orientações médicas e científicas, a exemplo das recomendações do Centro de Saúde do Poder Legislativo estadual e da Secretaria de Estado da Saúde, no sentido da preservação da saúde e da vida dos parlamentares, servidores e da sociedade em geral, que frequentam as dependências da Casa Legislativa, diante da gravidade atual da pandemia, enquanto os servidores da Casa Legislativa não forem vacinados e imunizados, não será possível este Poder retornar com as suas atividades presenciais, uma vez que apenas as vacinas em desenvolvimento no Brasil e no mundo contra o novo coronavírus poderão conseguir controlar, de fato, o avanço desta doença”.

VEJA TAMBÉM

1 comentário

  • Benedito Venãncio da Fonsêca Júnior
    12:27

    Depois que cortaram direitos dos servidores, fazendo a reforma da previdência sem necessidade, e outros ataques aos servidores públicos da Paraíba, como aos Oficiais de Justiça, aprovando uma lei esdrúxula, em votações recordes, sem discussão, contraditório, etc. Poderia nem reabrir mais.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.