Aliado de Couto descarta tese de Júlio e defende apoio ao PSB

O superintendente do Sebrae da Paraíba, Júlio Rafael, defendeu ontem a inserção de Luiz Couto como pré-candidato a prefeito de João Pessoa como reação à substituição de Luciano Agra por Estelizabel Bezerra na postulação do PSB à prefeitura de João Pessoa. A tese, contudo, não agradou os setores mais próximos ao deputado federal. O professor Wallene Cavalcante, por exemplo, divulgou uma nota na qual explica que Couto não será candidato, seja qual for o cenário. De quebra, o dirigente estadual ainda alfineta Júlio e põe por terra a suposta possibilidade de unificação do partido com a candidatura do padre/deputado:
 
"Não creio que seja a melhor estratégia essa de simular uma falsa unidade no PT. O problema não está em acreditar que os partidários da candidatura própria do PT confiarão a Luiz Couto esta empreitada. Quero continuar disputando no interior do PT as posições de maneira clara e sem subterfúgios. Sem a hipocrisia de produzir a melhor manchete para a Direção Nacional do PT", diz Wallene.
 
Confira a íntegra da nota encaminhada ao Parlamentopb:
 
Depois da entrega da candidatura de Luciano Agra ao PSB e o pré-lançamento da candidatura de Estelizabel eu fico com o silêncio de Luiz Couto. Silêncio que não quer dizer omissão!
 
Depois do sábado, 14 de janeiro, entramos todos nós, partidários da aliança com o PSB, naquilo que Luiz Couto costuma chamar de “silêncio obsequioso”, só quebrado neste domingo (22) pela declaração de Júlio Rafael defendendo a candidatura do próprio Luiz Couto para prefeito de João Pessoa.
 
O que é isso companheiro? Nenhum patrulhamento aos que possam se render a tese de candidatura própria em João Pessoa. Todavia, precisamos estar mais atentos entre o que se pensa e o que se fala.
 
Não creio que seja a melhor estratégia essa de simular uma falsa unidade no PT. O problema não está em acreditar que os partidários da candidatura própria do PT confiarão a Luiz Couto esta empreitada. Quero continuar disputando no interior do PT as posições de maneira clara e sem subterfúgios. Sem a hipocrisia de produzir a melhor manchete para a Direção Nacional do PT.
 
O nome de Luiz Couto está fora da disputa de 2012, qualquer que seja o cenário. Não por se negar ao PT, muito pelo contrário, a responsabilidade do único parlamentar federal do PT é ajudar a eleição do maior número de prefeitos, vice-prefeitos e vereadores e vereadoras do PT em todo o Estado da Paraíba. É um ano de muito trabalho e de muitas andanças pelo interior.
 
Quanto à candidatura do PSB, respeitaremos a decisão interna da legenda e continuaremos firmes na defesa da aliança em João Pessoa, com ampliação para diversos outros municípios paraibanos. 
 
Esperaremos o momento oportuno de influenciarmos na feitura do programa de governo para os próximos quatro anos a fim de avançar para uma cidade mais humana e integrada com as novas demandas que surgem no seio da sociedade.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.