Alcides nega licença e recua por ter chamado oposição de burra

O vereador Alcides Cavalcanti (PRP), mais conhecido como Alcides da Weider, negou hoje que tenha procedência o pedido de licença que tiraria por quatro meses da Câmara Municipal de Campina Grande. A especulação, comentada hoje nos bastidores políticos, foi refutada por ele: "Isso não procede. Vou continuar no mandato. Não pensei em tirar licença nem em deixar o partido".

Alcides foi obrigado, por determinação do PRP, a deixar o bloco de sustentação do prefeito Veneziano Vital do Rêgo (PMDB), e reintegrar-se à oposição. Em entrevista ao Parlamentopb, ele declarou que é partidário e seguirá a orientação de seu partido: "Acompanho o PRP. Sou partidário e nunca pensei em deixar meu partido".

A adesão de Alcides à base de Veneziano foi anunciada no dia 22 de maio, quando o vereador chegou a dizer que a oposição "era burra". Hoje, o parlamentar declarou que estava errado ao se referir dessa maneira ao bloco adversário de Veneziano Vital: "Usei uma palavra errada. Passado é passado. Agora, vamos olhar para a frente".

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.