AL tem sessão esvaziada mais uma vez e deputados reclamam de colegas

Paulo de Pádua

Mais uma vez não houve quorum suficiente na Assembleia Legislativa. O esvaziamento na sessão de hoje gerou insatisfação e críticas entre alguns parlamentares que estiveram presentes. O deputado Pedro Medeiros voltou a cobrar providências urgentes por parte da mesa diretora e declarou: “Isso é um absurdo. A população vem cobrando e nós temos que dar uma satisfação”.

Bastante chateado, o tucano acrescentou: “Cada deputado tem que ter responsabilidade e não podemos chegar ao ponto de ser ameaçados, o que não é o meu caso, de corte do ponto para poder comparecer às sessões”. Medeiros lembrou que na reunião de ontem, entre o presidente da Casa, Ricardo Marcelo, e todos os outros parlamentares, ficou acertado, mais uma vez, que as votações aconteceriam nas terças e quartas-feiras e as sessões especiais seriam realizadas nas quintas feiras.

“Houve um acordo e esse acordo não vem sendo cumprido”, ressaltou. Pedro deixou claro, entretanto, que não estava aproveitando a situação para querer sair como “bonzinho” na fita ou tentar manchar a imagem dos colegas. “Não é isso. Está em jogo a imagem do Poder e nosso atuação como representantes do povo”, explicou.

Ele comentou que a situação chegou a um limite e ninguém pode mais tolerar essa falta de quorum que, na sua concepção, vem impedindo a votação de matérias e realização de debates importantes de interesse do Estado.

Apesar de cautelosa e evitando criar um mal estar com os colegas de parlamento, a deputada Nadja Palitot (PSL) não se furtou em dar uma “cutucada” naqueles que não comparecem as sessões “Deveria haver uma presença mais assídua dos parlamentares. E é isso que a população quer de nós. É sagrada a hora do parlamentar está na Casa e participar das sessões”, declarou ela. Nadja avaliou que era muito importante que todos estivessem presentes no plenário, durante as sessões, para interagir com a população, apresentar projetos de lei, fazer discursos, enfim, desempenhar o papel que lhe foi conferido.

“Eu lamento muito essa ausência e espero que isso melhore”, disse. Ao ser questionada se concordava com o corte do ponto, Nadja se esquivou e disse: “Eu gostaria que o ônus dessa resposta ficasse para quem tem o bônus da presidência”.

Além de Medeiros e Nadja, também compareceram à sessão de hoje os deputados Trocolli Júnior (PMDB), João Henrique (DEM), que, como vice-presidente da mesa, conduziu os trabalhos; Nivaldo Manoel (PMDB) e Dunga Júnior (PTB).

TAGS

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.