AL realiza sessão para discutir abastecimento de água em Campina

A Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) realizou, na manhã desta sexta-feira (22), uma sessão especial no auditório da Federação das Indústrias da Paraíba (Fiep) para comemorar o Dia Mundial da Água e discutir sobre a possibilidade de colapso no abastecimento de água e ações preventivas. Os parlamentares desejam constituir um grupo de trabalho para estudar alternativas de curto e médio prazo para atender as populações e o rebanho remanescente. O evento foi aberto pelo presidente da ALPB, deputado Ricardo Marcelo.

Além de Ricardo Marcelo, também compuseram a mesa da solenidade o senador Cássio Cunha Lima (PSDB); o deputado Francisco de Assis Quintans (presidente da Frente Parlamentar da Seca da ALPB); o deputado federal Ruy Carneiro (PSDB); o secretário chefe do Governo do Estado, Adriano Galdino, que representou o governador Ricardo Coutinho (PSB); o secretário de Agricultura de Campina Grande, Guilherme Almeida, representando o prefeito Romero Rodrigues (PSDB); o vereador Lula Cabral, representando a Câmara Municipal da cidade; e o coronel Marcos José Pupin, do Primeiro Grupamento de Engenharia do Exército Brasileiro.

Durante a sessão, o deputado Quintans, autor da propositura, ressaltou que é importante encontrar soluções para que a população de Campina Grande não sofra com a falta de água. O deputado explicou que o açude de Boqueirão, que é responsável pelo abastecimento de água de Campina Grande e mais 17 municípios, já está com a capacidade de acumulação reduzida em cerca de 50% e as perspectivas para os anos 2013, 2014 e 2015 são de 20% abaixo da média histórica.

Já o senador Cássio Cunha Lima criticou o Governo Federal pela falta de ações efetivas para se combater os efeitos da estiagem, que castiga a população e dizima o rebanho do semiárido nordestino. “A falta de investimentos leva a calamidade. Falta projetos executivos para o Nordeste, para a Transposição. Não tem recursos para socorrer o povo sertanejo e nosso rebanho, que está sendo dizimado, mas tem para atender as vítimas de enchentes do Sul e Sudeste".

O deputado Ruy Carneiro, por sua vez, sugeriu que a bancada federal nordestina trave a pauta do Congresso para que a mídia sulista e o Governo Federal passem a observar a problemática da Seca. Ele também elogiou a postura da Casa de Epitácio Pessoa com relação ao problema. Além das autoridades e políticos de mais 20 municípios do Compartimento da Borborema, estudantes de escolas de diversas cidades da região; entidades; associações de classe, como OAB e API; instituições como a UFCG, UEPB, ESA, ANA, Dnocs, Cagepa, Exército e Ministério Público participaram do evento.

No final da sessão, o deputado Quintans anunciou que será formado um grupo de trabalho, composto por 12 instituições: Fiep, Dnocs, Associação dos Irrigantes, Cagepa, Aesa, Universidades, Ministério Público, Representantes dos Municípios, das Câmaras de Vereadores, CDL e Associação Comercial para cobrar soluções para o problema. “Assim, a sociedade terá conhecimento que tem um grupo de técnicos apresentando soluções para o problema e buscando segurança hídrica para Campina e os municípios da região”, disse.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.