Advogado pede prisão de Fábio Tayrone e secretário por desobediência

O advogado Marcos Aurélio, ex-diretor do Procon de Sousa na gestão de Salomão e André Gadelha (PMDB), ingressou com uma ação na 5ª Vara local na qual pede a prisão do prefeito de Sousa, Fábio Tayrone (PTB) e do secretário de Saúde, Gilberto Gomes Sarmento, usando como base a tese de que a prefeitura teria descumprido uma decisão judicial. O pedido formulado à juíza Ieda Maria Dantas argumenta que a administração desobedeu a sentença em favor do funcionário Edson Natanael Fernandes Duarte, que trabalha na Vigilância Sanitária. Ele queria mudar o horário de trabalho para poder concluir o curso de Engenharia Ambiental, em Pombal.

O procurador jurídico da prefeitura de Sousa, Fernando Botelho, negou que tenha sido descumprida a decisão judicial. Segundo ele, o pedido foi "impertinente e precipitado". O secretário de Administração, Osnildo Silveira, por sua vez, considerou estranha a medida adotada pelo advogado do servidor:

– Muito nos estranha esse procedimento adotado por uma pessoa inexperiente no mundo administrativo e jurídico. Temos uma preocupação com o crescimento dos servidores e fiquei preocupado com a forma pela qual as pessoas usam uma demanda pequena para fazer dela um cavalo de batalha, denegrindo e corrompendo a mente de pessoas despreparadas.

A Procuradoria Jurídica de Sousa prometeu tomar providências ainda hoje para esclarecer os fatos na Justiça.

TAGS

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.