Advogado cita relatório do Ibope e diz que houve dois resultados distintos

O advogado Fábio Andrade, da Coligação Uma Nova Paraíba, apresentou hoje no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PB) uma representação eleitoral contra o Ibope por causa da pesquisa sobre intenções de voto para o Governo da Paraíba divulgada na última sexta-feira, 27. Ele acusou a existência de uma manipulação dos números e disse que houve migração de votos de um candidato para outro.

– A representação se baseia em provas documentais a que tivemos acesso e que demonstram uma clara fraude na pesquisa do Ibope. Há documentos do próprio Ibope que mostram uma situação bastante inusitada: ou existem dois relatórios para uma mesma pesquisa com resultados divergentes ou foram produzidas duas pesquisas no mesmo período e elas apresentaram resultados diferentes. O instituto, não se sabe com que critério, escolheu essa que foi divulgada.

Andrade não citou os números aos quais teria tido acesso e explicou que a legislação não permite a divulgação da aferição. Segundo ele, contudo, os dados foram apresentados ao TRE para que sejam apuradas as supostas irregularidades.

– O que posso dizer é que houve uma migração de votos de um candidato para outro e isso não se justifica porque não foram dois institutos com metodologias diferentes. É o mesmo instituto que apresenta dois relatórios, com coincidências até nas páginas, o que está na página 16 de um, está na página 16 do outro. A única diferença é o quantitativo de pessoas entrevistadas e oresultado, que aponta uma diferença bastante grande em um e o resultado é diferente no outro.

Caso o TRE da Paraíba acolha a representação promovida pela Coligação Uma Nova Paraíba, o Ibope pode ser multado e seu responsável ser punido até mesmo com prisão.

– O prejuízo para Ricardo Coutinho  é evidente, mas há um prejuízo também para a população paraibana. Sempre se disse que a pesquisa Ibope erra. Nunca bate com o resultado das urnas. Com base nestes dados que tivemos acesso e entregamos ao TRE, observamos que não há erro, mas sim manipulação de resultados.

TAGS

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.