Adriano Galdino recorre ao STF e diz que não teme perder mandato

O deputado estadual Adriano Galdino (PSB) disse hoje que não teme perder o mandato por causa da confirmação, ontem, no Superior Tribunal de Justiça (STJ) de uma sentença por ato de improbidade administrativa. Pela sentença, o deputado ficaria com os direitos políticos suspensos por um período de três anos. Galdino por sua vez afirmou que está tranquilo, não teme perder o mandato na Assembleia e confia em seus advogados que lutam por sua absolvição. 

 
– Nós tivemos dois recursos, um para o Superior Tribunal de Justiça e outro para o Supremo Tribunal de Justiça. Agora, teremos o recurso extraordinário que vai para o Supremo. Estou tranquilo e vou fazer essa defesa, defesa que começou do STJ em 2006 e terminou agora. Vamos começar nova batalha no Supremo para que eu possa provar a inocência. O crime a que eu sou culpado é contratar seis professores. Imagina qual a prefeitura que não tem esse pecado? Imagina no Brasil qual o gestor que não contratou servidores públicos? Eu contratei seis professores na época que fui prefeito em Pocinhos no ano de 2001/2002 se não me engano e respondo por esse crime de improbidade. Mesmo assim estou tranquilo, confio nos advogados e espero sair vitorioso. 
 
Adriano Galdino responde pela contratação de servidores públicos sem concurso quando era prefeito de Pocinhos. Sua condenação se deu em primeira instância, no Tribunal de Justiça da Paraíba. Depois, foi confirmada no Superior Tribunal de Justiça. Agora, ele apresentou Recurso Extraordinário a fim de levar o caso para a apreciação do Supremo Tribunal Federal.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.