Notícias de João Pessoa, paraíba, Brasil

Adolescente mata os pais e a irmã em SP por ficar sem computador e celular

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram

Um adolescente de 16 anos matou a tiros os pais adotivos e a irmã depois de uma discussão em família. Ele teria ficado com raiva porque os pais tiraram seu computador e celular. O crime aconteceu na Vila Jaguara, na zona oeste de São Paulo, na sexta-feira (17), mas só foi descoberto na noite de domingo (19), quando o jovem ligou para a polícia e contou o que havia acontecido.

Segundo o boletim de ocorrência, o adolescente relatou que sempre teve desentendimentos com os pais adotivos. Na quinta-feira (16), houve uma nova discussão e, de acordo com o depoimento do jovem, os pais o chamaram de vagabundo e tiraram o celular dele, o que o impediu de fazer uma apresentação da escola. Por isso, planejou as mortes.

O jovem sabia onde o pai —um guarda civil de 57 anos que trabalha no interior de São Paulo— guardava a arma. Ele a pegou e fez um teste atirando na cama dos pais, enquanto estava sozinho em casa, na sexta-feira.

Ainda de acordo com o registro policial, por volta das 13h30, o pai chegou em casa depois de buscar a filha de 16 anos na escola. O jovem, então, o baleou pelas costas na cozinha. Em seguida, foi ao andar superior da casa e atirou na irmã.

O adolescente, em seu relato à polícia, afirma que ainda voltou para a cozinha e almoçou. Na sequência, foi para a academia e retornou para casa para aguardar a chegada da mãe.

O adolescente conta que, por volta das 19h, abriu o portão para a mãe e atirou nela.

Ao longo do final de semana, o adolescente manteve a rotina, saindo para ir à academia e à padaria para comprar comida.

Na noite de domingo (19), o filho ligou para a polícia para comunicar os crimes. O adolescente afirmou que já tinha pensado em matar os pais em outras ocasiões, mas não chegou a elaborar o plano, e que teve de matar a irmã porque ela estava no local.

Segundo o boletim de ocorrência, o adolescente afirmou que não se arrependeu dos crimes.

De acordo com a SSP (Secretaria da Segurança Pública), o caso foi registrado no 33º DP (Pirituba) como ato infracional de homicídio e feminicídio; ato infracional de posse ou porte ilegal de arma de fogo e ato infracional de vilipêndio a cadáver.

O adolescente foi apreendido e encaminhado para a Fundação Casa.

 

Folha Online

Imagem: Reprodução/TV Globo

 

Tags

Leia tudo sobre o tema e siga

MAIS LIDAS

UEPB: uma crise democrática

Confusão continua: TRE nega ter chancelado posse de Raissa Lacerda na Câmara

Anteriores

boaventura

Auditor do TCE é barrado em Boa Ventura e aciona MP e polícia para checar finanças

f13594e09cbba8986323e3cf52d2a445

João surpreende e nomeia Arymatheus para Saúde e Miguel Ângelo para Desenvolvimento Econômico

WilsonfilhoRepublicanoss

João Azevêdo anuncia Wilson Filho e Edilson Amorim para a Educação da PB

joao-azevedo-paraiba

João Azevêdo anuncia investimentos e credenciamento de entidades para o Programa de Aquisição de Alimentos

aaada

Professores e servidores da UFPB e do IFPB convocam imprensa para entrevista coletiva nesta quinta

aditivo-sao-joao-cg

MPPB, órgãos e empresa assinam Termo Aditivo sobre segurança durante o São João de Campina Grande

cumprimento-decisao-boa-ventura

MPPB tem pedido deferido pela Justiça e garante auditoria do TCE na Prefeitura de Boa Ventura

cópia-de-casa-da-pamonha1

Procon-JP realiza pesquisa no valor das comidas típicas durante os festejo juninos

trt

TRT acata recurso e anula decisão de juiz após parto de advogada

sadfgasdg

Alça que dá acesso à BR-230 no bairro do João Agripino é bloqueada nesta quinta