Adalberto diz que gestão de Ricardo e apoio a Lula mudaram visão do PT

O ex-presidente do PT da Paraíba, Adalberto Fulgêncio, explicou hoje porque uma ala de seu partido mudou de opinião em relação a Ricardo Coutinho. Em 2000, o então vereador do Partido dos Trabalhadores teve que deixar a legenda com o objetivo de se candidatar a prefeito, já que não obtinha na legenda o apoio para disputar a eleição.

"Eu e Ricardo Coutinho sempre fomos de tendências diferentes no PT. Ele decidiu sair do partido, disputou a eleição e ganhou. Hoje, ele tem feito uma administração de sucesso, apóia o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e entendo que a política, as coisas mudam. Nós vemos em Ricardo Coutinho o melhor nome para disputar o Governo para acabar com a polarização que existe no nosso Estado. Meu filho tem 21 anos e nunca viu um nome diferente disputar o Governo. É preciso mudar essa realidade", declarou.

A entrevista de Adalberto Fulgêncio, concedida à Rede Paraíba Sat, ainda tratou de outro tema político polêmico. Ao tempo em que Fulgêncio assumiu a responsabilidade de ter construído uma aliança entre Cozete Barbosa e Cássio Cunha Lima, resultando na dobradinha dos dois para a prefeitura de Campina Grande, ele respondeu a um ouvinte que perguntou se os efeitos dessa composição – as ações contra a ex-prefeita e sua derrocada na carreira política – não o constrangiam:

"Não. A aliança que ajudamos a construir foi vitoriosa. Elegemos Cozete Barbosa como prefeita. Se ela não soube aproveitar essa oportunidade, não é problema meu", resumiu.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.