Acusado de matar homossexual é condenado a 18 anos de prisão

Allysson Tadeu Félix da Silva foi condenado hoje de madrugada a 18 anos de reclusão em regime fechado, por matar Fernando Alfredo Ferreira da Silva, 33 anos, com requintes de crueldade. O crime aconteceu em 15 de Dezembro de 2007, no bairro de Jaguaribe, em João Pessoa. 

O julgamento que aconteceu no 2º Tribunal do Júri do Fórum Criminal de João Pessoa durou cerca de doze horas. Ele foi enquadrado pelo crime triplamente qualificado.

Segundo os autos do processo, Allysson esmagou a cabeça da vítima com uma pedra. Para a acusação, o crime foi por motivo fútil, visto que o acusado era companheiro da vitima durante oito anos e ainda o explorava financeiramente.

A sessão do Tribunal do Júri da Comarca da Capital que condenou Allysson foi presidida pelo juiz Marcos Willians.

Para a relações públicas da Associação das Travesti da Paraíba ( Astrapa), Fernanda Bevenute, essa decisão da justiça paraibana será um marco para o movimento. “Estamos satisfeitos com a condenação. Isso prova que os tempos estão mudando na perspectivas de punir os crimes homofóbicos registrados na Paraíba”.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.