Acordo “apalavrado” pode salvar Hotel Globo

Há uma esperança para salvar o Hotel Globo, cuja estrutura ameaça desmoronar. A presidente da Empresa Paraibana de Turismo, PB-Tur, Ruth Avelino, disse hoje ao Parlamentopb que o Governo do Estado decidiu fazer o muro de contenção do prédio, que desabou em outubro passado. A determinação foi dada pelo governador Ricardo Coutinho à Superintendência do Plano de Obras (Suplan) e o nome da empresa responsável pelo serviço deve ser anunciado na próxima segunda-feira, 20. Já é sabido que será necessário, depois disso, um estudo sobre a estrutura do terreno, já que os dados disponíveis atualmente são anteriores ao desabamento de outubro. Para atualizá-los devem ser preciso mais 20 dias.
 
"O governador decidiu fazer o muro de contenção para evitar que haja novo desmoronamento. A Suplan está providenciando isso e cumprindo os prazos de um processo de emergência. Conversei com o coordenador do Patrimônio Cultural de João Pessoa, Fernando Milanez Neto e informei isso a ele, que revelou o compromisso da prefeitura de, depois da reconstrução do muro, fazer a reforma na estrutura do Hotel Globo através do PAC Cidades Históricas cuja verba já deve estar na conta da prefeitura. Não assinamos nenhum documento, mas isso foi apalavrado", explicou a presidente da PB-Tur.
 
Recentemente, o vereador Fernando Milanez (PMDB) iniciou uma campanha pela recuperação do Hotel Globo. Em busca de apoios que pudessem ajudar a sensibilizar as autoridades públicas, ele visitou o arcebispo da Paraíba, Dom Aldo di Cillo Pagotto; o pastor Estevam Fernandes, da Primeira Igreja Batista; e o presidente da Academia Paraibana de Letras, Damião Ramos Cavalcanti.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.