Acaba greve de professores de Bayeux

Os professores da rede municipal de ensino de Bayeux decidiram hoje à tarde, durante uma assembléia realizada na Escola Irineu Pinto, encerrar o movimento grevista que durou 33 dias. A categoria aceitou a proposta da Prefeitura, apresentada ontem em uma reunião com representantes da administração municipal e dos docentes.

Segundo a secretária de Educação do município Madalena Araújo, o aumento vai acontecer de forma escalonada, sendo que 4% será aplicado já a partir do dia 1º de julho e os outros 3% serão implantados em outubro.

O presidente do Sindicato dos Servidores Municipais de Bayeux disse que houve avanços na negociação com a Prefeitura, mas atribui-os aos professores: "Só foi possível ter sucesso por causa da força do movimento nos 33 dias de greve e pelo apoio popular que nossa luta teve. A categoria se mostrou coesa e organizada e fez com que o prefeito cedesse depois de ser derrotado duas vezes na Justiça. Ele chegou a pedir que fosse decretada a ilegalidade da greve, mas não conseguiu".

Os professores voltam às salas de aula nesta quinta-feira, 2. Eles terão que repor 16 dias não trabalhados, já que parte da greve se deu no período do São João, quando as escolas permaneceram fechadas.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.