Morre em Campina Grande jornalista e ex-vereador Assis Costa

O jornalista Francisco de Assis Costa, que também foi vereador em Campina Grande, morreu nas primeiras horas desta segunda-feira, 15, na Clínica Santa Clara onde estava internado há algumas semanas.

A informação foi confirmada pela também jornalista Larissa Sonally, filha de Assis, em breve comunicado.

“Com pesar, comunico o falecimento do meu pai, Francisco de Assis Costa. Deus e o Manto Sagrado de Maria adornem e acolham nos vossos braços! Um filho amado, um pai fantástico, um irmão carinhoso, amigo de verdade e um profissional exemplar. Que Deus o acolha na vida eterna”, escreveu Larissa.

Jornalista com passagem por diversos veículos de comunicação, Assis Costa disputou algumas eleições, sendo eleito vereador em Campina Grande no ano de 1992 pelo PFL.

Foi amigo muito próximo do recentemente falecido José Maranhão, chegando a ser auxiliar do político quando governador. Servidor concursado, ele era auditor fiscal.

Assis Costa foi internado em novembro para retirada de cálculos da vesícula. Durante o procedimento foi descoberto um câncer de pâncreas.

O velório de Assis começará às 9h no Campo Santo Parque da Paz e o sepultamento será às 17h30 no mesmo local.

Pesar – O prefeito Bruno Cunha Lima emitiu nota de profundo pesar, pela morte do jornalista, radialista, advogado, auditor fiscal e ex-vereador Francisco de Assis Costa, na manhã desta segunda-feira, 15, na Clínica Santa Clara. Assis faleceu por complicações no organismo, após cirurgia a que se submeteu para retirada da vesícula biliar.

“Homem de princípios e múltiplos talentos, Assis Costa deixou em sua passagem pela imprensa uma marca de seriedade, senso jornalístico apurado e reconhecida coragem pessoal”, destaca Bruno Cunha Lima em sua nota, na qual lembra também a trajetória de sucesso do profissional de jornal impresso, rádio e TV de Campina Grande do então Grupo Associados.

Mandato marcante

Ainda de acordo com o prefeito, “Assis Costa exerceu, na plenitude e em tempo integral, sua cidadania em defesa de Campina Grande”, observando que o radialista desempenhou um mandato histórico na Câmara de Vereadores, após eleito em 1992: “Foi combativo, produtivo e comprometido com as elevadas pautas do Município”.

Em 2009, a convite do ex-governador José Maranhão – falecido na semana passada, por complicações causadas pela Covid-19 -, Assis Costa assumiu o cargo de secretário- executivo de Interiorização do Estado.

ACI e Sindicato – “A Diretoria do Sindicato dos Jornalistas da Paraíba junto com a Associação Campinense de Imprensa (ACI) lamentam profundamente a morte do jornalista Francisco de Assis Costa, ocorrida nesta segunda-feira, 15 de fevereiro, em Campina Grande. Profissional respeitado, atuou durante anos no extinto Jornal Diário da Borborema, dos Diários Associados. Era especialista na cobertura na área policial, se destacando no jornalismo investigativo. Foi ainda vereador e advogado, sempre pautando sua conduta pela ética.

Neste momento de dor, o Sindicato e a ACI se solidarizam à família de Assis Costa e transmitem suas condolências a amigos e admiradores de seu trabalho correto e diferenciado. Lamentamos seu falecimento ao mesmo tempo em que enaltecemos sua trajetória marcante como profissional da comunicação, advogado e político.

O velório de Assis acontece no Campo Santo Parque da Paz e o sepultamento será às 17h30 no mesmo local.

A DIRETORIA”.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.