Início Contato Editorial
ParlamentoPB







Mais um ano termina ou menos um ano que termina?
 
Interessante como a forma de interpretar algo muda tudo, não é? 
 
Uma canção que toca faz alguns anos, especificamente na época natalina diz: “Um ano termina, e nasce outra vez...” O nascer de novo dá uma sensação de que há novas chances... 
 
Se mais um ano termina é porque ele findou, acabou, certo? O fato de ser MAIS um ano parece ser algo massa, dá uma sensação de que se tem mais tempo, mas tem um verbo após que fala que ele, o ano, terminou, passou. 
 
O "nasce outra vez" dá a impressão de que tudo começa outra vez. Verdadeiramente, começa. Começa um novo ano! Aquele é passado e passado não volta. Não renasce. 
 
Nenhum momento vai poder ser vivido de novo. Você pode até tentar recuperar com lembranças e revivê-lo de forma imaginária. Pode tentar copiar, mas corre o risco de faltar algum detalhe, pode lembrar e criar um novo contexto. Pode se imaginar sorrindo em um momento que negou um sorriso que talvez mudasse tudo, inclusive o seu hoje. 
 
Talvez imaginar que poderia ter estado mais presente ao invés de ter dado presentes. Buscar na lembrança os “nãos” desnecessários ou os “sims” excessivos. Você pode revivê-lo sim, mas será sempre de forma imaginária, porque o ano 2016 não vai nascer outra vez. 
 
Interessante que no dia em que fazemos aniversário, é comum se felicitar dizendo: Parabéns por mais um ano de vida! A impressão é que será mais um ano de vida e na verdade não é. É menos um ano de vida.
 
Não é apenas mais um ano que termina, é menos um ano pra mim e pra você. 
 
Vivemos de forma crescente imaginando que o tempo segue da mesma forma. O tempo é decrescente.
 
Enumeramos os anos de forma crescente por não saber quando tudo isso aqui termina e assim caímos em um ciclo de ilusão que sempre haverá amanhã e pode ser que não haja. 
 
Aproveite intensamente seu hoje e faça do ano de 2017 o melhor da sua vida porque ele não nascerá outra vez.
 
Boas Festas!
 
Um mega-abraço.



Jacqueline Albuquerque
É graduada em Marketing, Consultora Empresarial, Especialista em Gestão de Pessoas e Desenvolvimento Humano. Diretora de Treinamentos na RAPPORT Instituto de Coaching, Trainer na ABCD Academia Brasileira de Coaching e Desenvolvimento. Master Coach, especialista em processos para Executivos e Negócios. Diretora de Desenvolvimento Organizacional e de Pessoas na ABRH-PB. Mãe, esposa, filha e apaixonada por histórias de superação.


    Imprimir

 
Outros textos